Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Vinhedo: Filho de ex-secretário da cidade é preso por tentativa de homicídio a promotor de Justiça

11

O promotor de Justiça Rogério Sanches Cunha, de Vinhedo (SP), foi alvo de uma tentativa de homicídio na noite de sábado (15), no condomínio onde mora. O suspeito é Emiliano Ferreira Leite, filho do ex-secretário de obras da cidade condenado em processo de crime contra a administração pública.

Com Emiliano foram apreendidas duas facas. Ele passou por audiência de custódia neste domingo (16) e o juiz manteve a prisão por “tentativa de homicídio a ser apurada”.

O caso ocorreu por volta das 20h de sábado, no bairro Jardim Panorama. Emiliano mora no mesmo condomínio, e foi até a casa do promotor procurá-lo, batendo na porta e gritando seu nome. Rogério Sanches Cunha acionou a segurança do residencial, e vizinhos ligaram para a Polícia Militar.

Facas apreendidas pela Polícia Militar com o suspeito, em Vinhedo (SP) — Foto: PM/Divulgação

Facas apreendidas pela Polícia Militar com o suspeito, em Vinhedo (SP) — Foto: PM/Divulgação

De acordo com a PM, Emiliano jogou uma das facas na caçamba do seu veículo assim que a corporação chegou ao local. Uma segunda faca foi localizada com ele durante a abordagem.

Levado à Delegacia de Vinhedo, Emiliano disse, segundo a polícia, que pretendia conversar com o promotor para “perdoá-lo pelo mal que havia feito à família dele”.

Esquema

O promotor Rogério Sanches Cunha faz parte do processo que condenou o ex-prefeito de Vinhedo, Milton Serafim, o ex-secretário de obras, Marcos Leite, e o ex-secretário de administração, Alexandre Tasca, por crime contra a administração pública.

Em novembro de 2005, o Ministério Público ofereceu denúncia à Justiça apontando que os membros do governo se favoreciam de empresas de empreendimentos imobiliários que tentavam se instalar na cidade entre os anos de 1999 e 2004, exigindo a “doação de lotes” como forma de favorecer a aprovação dos empreendimentos, o que caracterizou crime de concussão. Com informações do G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.