Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Tottenham vence clássico e vai à semi; Chelsea também avança

15

O Tottenham se classificou às semifinais da Copa da Liga Inglesa na noite desta quarta-feira. Jogando no Emirates Stadium, o time dirigido por Mauricio Pochettino foi letal nos contra-ataques e venceu o clássico londrino contra o Arsenal por 2 a 0, com gols de Heung-Min Son e Dele Alli.

Quem também está a um passo da final é o Chelsea. No Stamford Bridge, os comandados de Maurizio Sarri sofreram diante da retranca do Bournemouth, mas conseguiram a magra vitória por 1 a 0, com gol de Eden Hazard, acionado durante o segundo tempo.

Em sorteio realizado logo após as partidas, ficou definido que os dois vencedores desta noite se enfrentarão nas semifinais da Copa da Liga Inglesa, a serem disputadas em jogos de ida e volta, entre 7 e 21 de janeiro. O outro confronto põe o Manchester City, atual campeão do torneio, diante do Burton Albion, da terceira divisão nacional.

Visitante indigesto

Empurrado por mais de 59 mil torcedores, o Arsenal começou melhor e desperdiçou três chances de abrir o placar, duas com Mkhitaryan e outra com Ramsey. Após tanto pressionar e não marcar, o time da casa recebeu o castigo do Tottenham.

Aos 20 minutos, depois de rápida reposição do goleiro Gazzaniga, Dele Alli percebeu a defesa rival desarrumada e deixou Son frente a frente com Peter Cech. O atacante sul-coreano não titubeou e inaugurou o marcador no Emirates. No fim do primeiro tempo, Ramsey acertou a trave e quase empatou.

Em jogada parecida à do primeiro gol, o Tottenham apliou a sua vantagem na etapa complementar. Aos 13 minutos, Harry Kane, que havia acabado de entrar, recebeu lançamento do goleiro no meio-campo e deixou Dele Alli em condições encobrir Cech com estilo.

Os mandantes não desistiram e continuaram pressionando. Chegaram, inclusive, a acertar a trave duas vezes, com Lacazette e Aubameyang, mas não conseguiram sequer diminuir o placar e foram eliminados pelo arquirrivais.

Vitória sofrida

No outro jogo de Londres, o Chelsea copiou a estratégia do Arsenal e tentou pressionar nos minutos iniciais. Após receber passe na entrada da área, o volante Ross Barkley buscou o canto esquerdo, mas parou no goleiro Artur Boruc, que voltaria a fazer defesa importante após boa jogada de Willian.

Em sua única estocada mais incisiva na primeira etapa, o Bournemouth assustou quando o atacante Lys Mousset soltou a bomba aos 36 minutos, exigindo intervenção do goleiro Kepa Arrizabalaga.

Dispostos a não ir para os pênaltis, os Blues voltaram do intervalo mais agressivos. Aos 10 minutos, o meia-atacante Loftus-Cheeck escapou de dois marcadores e acertou o poste direito de Boruc.

Diante da sólida retranca visitante, Sarri mandou Eden Hazard a campo no lugar de Barkley. Aos 39 minutos, o meia belga finalizou de dentro da área e contou com desvio para enganar o goleiro Boruc e classificar o Chelsea de forma dramática.

Imagem: Reprodução

Com informações da Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.