Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Timão leva troféu com empate em amistoso contra o Santos

22

Corinthians Santos testaram seus elencos em amistoso na Arena de Itaquera na tarde desse domingo. Fábio Carille e Jorge Sampaoli utilizaram 20 atletas ao todo, diante de pouco mais de 33 mil torcedores. Gustagol foi quem se destacou pelo Timão ao marcar o gol da equipe ainda no primeiro tempo. O Peixe empatou graças a gol contra de Pedro Henrique. O jogo terminou com o empate por 1 a 1, mas os corintianos ficaram com o Troféu Gylmar dos Santos Neves por terem recebido um cartão amarelo a menos que os rivais (4 a 3).

Antes da bola rolar, um clima atípico tomou conta do clássico. Primeiro, as duas delegações almoçaram juntas no CT Joaquim Grava. Em Itaquera, os jogadores alvinegros foram apresentados ao seu torcedor com direito a passagem pelo meio dos torcedores, no setor Oeste do estádio.

O ambiente era realmente amistoso, mas, quando a bola rolou, tudo mudou. Ao velho estilo Carille, os donos da casa deram a bola aos visitantes. Na primeira oportunidade que teve de ser mais incisivo, o Corinthians foi fatal.

 

André Luis se beneficiou de passe de letra errado de Bruno Henrique e cruzou na medida para Gustagol abrir o placar. A comemoração do centroavante foi intensa, afinal, 2019 representa seu retorno ao clube de coração depois de uma passagem lamentável em 2016.

O Peixe detinha mais posse de bola, rodava a bola, mas pecava nos passes mais agudos. Em um dos contra-ataques corintianos, Jadson deixou Gustagol na cara de Vanderlei. Victor Ferraz cometeu falta e atrasou a jogada. O centroavante insistiu, mas chutou desequilibrado e desperdiçou uma grande oportunidade.

Nesse ritmo, o Corinthians por muito pouco não aumentou sua vantagem no placar. A jogada parecia replay do gol. André Luis levantou e Gustagol cabeceou firme. Dessa vez, porém, o goleiro santista executou um verdadeiro milagre e ainda contou com o travessão para impedir que a bola entrasse.

No lance seguinte, o Santos cobrou bola na área corintiana e Pedro Henrique mandou contra o próprio patrimônio. Assim, o primeiro tempo terminou empatado, mesmo que o desempenho dos times não tenha mostrado exatamente isso.

Os primeiros 45 minutos só não foram bem aproveitados por Sornoza, entre os reforços do Corinthians. Já no Santos a sensação foi de que a realidade foi acima das expectativas.

Sem alterações, os rivais alvinegros voltaram para a etapa final. As formações duraram apenas mais 15 minutos e pouco produziram. Primeiro, Sampaoli mandou Sanchez para o lugar de Derlis.

Na sequência, Carille trocou seus 11 atletas de uma vez só, e a escalação ficou assim: Walter; Michel Macedo, Léo Santos, Marllon e Douglas; Thiaguinho, Araos, Marquinhos e Mateus Vital; Gustavo Mosquito e Roger.

Ralf (dores na coxa direita), Clayson, Sergio Díaz e Pedrinho (dores nos joelhos), Romero (aprimoramento físico), Gabriel e Renê Junior (tratamento no Lab R9), Carlos (Seleção Sub 20), Boselli (ainda no México) e Jonathas (Opção de Carille) não foram relacionados para o amistoso.

O técnico argentino do Peixe seguiu sua maneira de colocar jogadores aos poucos. Yuri Alberto e Copete foram os seguintes a entrar em campo.

Na terceira pausa, já aos 30 minutos, Sampoli resolveu colocar Noguera, Daniel Guedes, Guilherme Nunes, Yuri, Sasha e Arthur Gomes.

A partida caiu muito de intensidade e de nível técnico desde então. Além do verdadeiro show de passes errados, cada time teve apenas uma chance clara. Pelo Corinthians, Gustavo Mosquito desperdiçou chance dentro da área. Pelo Santos, Noguera teve um gol anulado por impedimento.

No fim, os donos da casa ficam com o Troféu Gylmar dos Santos Neves por terem recebido um cartão amarelo a menos. No mais, agora é concentração total nessa reta final de pré-temporada. Sábado, o Peixe estreia no Campeonato Paulista na Vila Belmiro, contra a Ferroviária. No dia seguinte é a vez do Corinthians encarar o São Caetano, em Itaquera.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 SANTOS

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 13 de janeiro de 2019, domingo
Horário: 17h30 (Brasília)
Árbitro: Vinícius Furlan (SP)
Assistentes: Marco Antônio de Andrade e Evandro de Melo (ambos de SP)
Cartões amarelos: Ramiro, Thiaguinho, Araos (COR); Victor Ferraz, Guilherme Nunes, Yuri Alberto, Daniel Guedes (SAN)
Renda: R$ 868.451,00
Público: 33.173 total

GOLS:
Corinthians: Gustagol, aos 5 minutos do 1T.
Cruzeiro: Pedro Henrique (contra), aos 25 minutos do 1T

CORINTHIANS: Cássio (Walter); Fagner (Michel Macedo), Pedro Henrique (Léo Santos), Henrique (Marllon) e Danilo Avelar (Douglas); Richard (Thiaguinho), Ramiro (Araos), Jadson (Mateus Vital) e Sornoza (Marquinhos); André Luis (Gustavo Mosquito) e Gustagol (Roger)
Técnico: Fábio Carille

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz (Daniel Guedes), Luiz Felipe (Noguera), Gustavo Henrique e Orinho (Yuri); Alison (Guilherme Nunes), Pituca (Copete) e Jean Mota (Arthur Gomes); Derlis González (Carlos Sanchez), Felippe Cardoso (Sasha) e Bruno Henrique (Yuri Alberto).
Técnico: Jorge Sampaoli

Com informações da Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.