Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

SP tem desabamentos, enchentes e afogamento durante temporal

Até as 18h40, foram contabilizados 10 chamados para desabamentos, 31 para pontos de enchentes e 62 para quedas de árvores, segundo o Corpo de Bombeiros.

10

Após o temporal que deixou ao menos 12 mortos na Grande São Paulo e causou prejuízos milionários para famílias e comerciantes, algumas regiões do estado voltaram a ser atingidas por uma forte chuva nesta terça (12) e entraram em estado de atenção para alagamentos.

A maior parte dos bairros são da zona leste, entre eles Mooca, Itaim Paulista, Itaquera e São Miguel Paulista. Também foi emitido alerta para as zonas norte e oeste e o centro no fim da tarde. O estado de atenção foi encerrado em todos os lugares.

Até as 18h40, foram contabilizados 10 chamados para desabamentos, 31 para pontos de enchentes e 62 para quedas de árvores, segundo o Corpo de Bombeiros.

No distrito de Lajeado, na zona leste da capital, uma mulher de cerca de 35 anos foi tentar resgatar o seu cachorro de um rio e foi levada pela enchente. A vítima não foi localizada. Em Santana, entre as avenidas Nova Cantareira e Leôncio de Magalhães, uma árvore caiu sobre um veículo.

Por volta das 18h, transbordaram os córregos Mandaqui e Paciência, ambos na zona norte.

Notícias ao MinutoÁrvore cai sobre carro na Avenida Leôncio de Magalhães, na Zona Norte. — Foto: Arquivo pessoal

O Centro de Gerenciamento de Emergências afirmou que as chuvas perderam força e que não deve haver temporais nas próximas horas na capital.

Nesta terça, após retornar de viagem à Europa, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que vai declarar situação de emergência nas regiões mais atingidas pela chuva dos últimos dias na cidade. Ele, que foi criticado por estar viajando em meio ao caos, disse que a intensidade da chuva não era previsível.

Farão parte do decreto os bairros do Ipiranga e da Vila Prudente. No Ipiranga, prédios foram evacuados e casas foram inundadas e por causa das enchentes. Alguns moradores se mobilizaram para arrecadar alimentos, bebidas e roupas para as vítimas.

Ao declarar situação de emergência, a prefeitura permite que pessoas possam sacar quantias de até R$ 6.220 do FGTS. Deve ser publicado nesta quarta (13) no Diário Oficial do Município.

Covas também afirmou que vai solicitar ao governador João Doria (PSDB) a isenção da cobrança das contas de água das famílias atingidas pelo temporal. Também disse que as vítimas poderão pedir isenção do IPTU e sugeriu a criação de uma linha de crédito específica para auxiliar na reconstrução de suas residências.

A prefeitura estima que cerca de 1.300 famílias tenham sido afetadas pelas enchentes.

Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1