Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Sorocaba: Pastor morto por malária queria montar escola para crianças durante missão na África, diz esposa

9

Com a bíblia nas mãos e a mochila lotada de livros, o pastor de Sorocaba (SP) morto por malária, em maio deste ano, pretendia montar uma escola na África. Moçambique foi o último destino de Eduardo Henrique de Moura, de 40 anos, que chegou a visitar vários países da América do Sul e da Europa.

Ao G1, a viúva do religioso, Rosemeire Severo de Moura, 35 anos, conta que o marido era experiente em viagens para o exterior e costumava fazer trabalhos sociais. Para participar das missões esporádicas, Eduardo deixava a esposa e os três filhos para ir a lugares de extrema pobreza levar material doado.

“Ele queria levar a palavra de Deus e conhecimento para onde ninguém iria, e fazia isso com amor’, diz Rosemeire.

Em Moçambique, o projeto do pastor era montar uma escola para crianças carentes. Durante a última viagem, que durou 20 dias, Eduardo aproveitou para pesquisar a compra de um terreno. No entanto, logo que voltou ao interior de São Paulo, sentiu oss primeiros sintomas da malária.

“Não deu tempo de conversar com os outros pastores, porque em uma semana começou a piorar”, conta a viúva. Eduardo morreu no dia 17 de maio na Santa Casa de Sorocaba. Rosemeire estava no velório do pai quando recebeu a notícia da morte do marido.

“Meu marido era pastor e o trabalho não vai acabar. Um amigo de Votorantim continuará com o projeto e nós [os familiares] frequentamos a igreja aqui [em Sorocaba].”

Rosemeire e o pastor moravam em Sorocaba (Foto: Arquivo pessoal)

Rosemeire e o pastor moravam em Sorocaba (Foto: Arquivo pessoal)

Segundo o pastor Vagner Alexandre dos Santos, o trabalho feito na África é visto como um legado deixado por Eduardo. Caso a ideia seja concretizada, cerca de 700 crianças serão beneficiadas. O trabalho recebeu o nome de “Projeto Missão no Coração”.

“Vamos abrir uma igreja e um centro de apoio às crianças. Estávamos vendo o terreno já. Agora, teremos um pouco de dificuldade porque dividíamos a tarefa. Eu cuidava da arrecadação e ele [Eduardo] coordenava tudo”, conta o amigo.

Ainda abalados com a perda do amigo, o grupo parte em setembro novamente para a África afim de dar segmento ao projeto.

Transmissão da doença

Os sintomas da malária são parecidos com os da dengue: febre alta, calafrios, palidez, cansaço, falta de apetite e dores na cabeça e em outras regiões do corpo. O paciente também pode apresentar anemia.

A doença é transmitida pela fêmea do mosquito Anopheles, infectada por protozoários do gênero plasmodium, por meio de transfusão de sangue contaminado, pela placenta da mãe para o feto e seringas infectadas.

Como o mosquito é silvestre e costuma atacar principalmente ao amanhecer e ao anoitecer, a prevenção se restringe a evitar ser picado, usando roupas compridas e repelente.

Ciclo de transmissão da malária (Foto: TV Bahia/Reprodução)

Ciclo de transmissão da malária (Foto: TV Bahia/Reprodução)

Com informações do G1

Imagem de capa:  Arquivo pessoal

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.