Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Secretaria de Governo de Indaiatuba destaca recuperação de emprego em balanço de 2018

Segundo o secretário da pasta, Renato Stochi, os números demonstram que Indaiatuba está se recuperando da crise financeira enfrentada pelo país, e a tendência é que o ano de 2019 seja ainda melhor.

33

Depois da grande recessão enfrentada pelo Brasil nos últimos anos, Indaiatuba já demonstra sinais de recuperação e retomada do crescimento. Segundo dados Ministério do Trabalho e Emprego através do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), Indaiatuba registrou (até outubro) saldo positivo de 2.549 postos de trabalho. Foram 25.236 admissões contra 22.687 demissões registradas em 2018, variação de 3,85%. O setor de Serviços foi o que mais contribuiu para este resultado, com um saldo positivo de 1.304 vagas (9.771 admissões e 8.467 desligamentos), seguido da Indústria da Transformação que obteve saldo positivo de 1.224 vagas (6.857 admissões e 5.633 desligamentos). 

Segundo o secretário da pasta, Renato Stochi, os números demonstram que Indaiatuba está se recuperando da crise financeira enfrentada pelo país, e a tendência é que o ano de 2019 seja ainda melhor. “Mesmo com a economia do país em recuperação, o balanço econômico do município é bom, pois tivemos um saldo positivo de geração de empregos e 2.580 novas empresas instaladas em Indaiatuba, entre prestadores de serviço, comércio e indústrias. Somente no início de dezembro, por meio do PAT realizamos a pré-seleção de muitas pessoas interessadas em trabalhar em uma grande loja de departamentos que vai se instalar em Indaiatuba, o que é muito bom para a economia do município, demonstra que estamos retomando o crescimento”, apontou.

Ele também destacou o papel da secretaria no processo de fortalecer as relações entre os empresários. “Em parceria com empresas privadas, procuramos oferecer capacitações para os profissionais e estreitar a relação entre os empresários, inclusive este ano fomos avaliados como um dos melhores municípios do país para se fazer negócio, em estudo realizado pela Urban Systems a pedido da Revista Exame, lembrou. Em 2018 mais de 560 pessoas participaram dos seis encontros com empresários realizados no Museu da Água, cujo objetivo é oferecer capacitação e fomentar negócios.

Hoje em Indaiatuba existem 849 indústrias cadastradas, cujas atividades predominantes são as indústrias automotivas, mecânicas e metalúrgicas. Na economia do município temos também cadastradas mais 11.178 empresas prestadoras de serviços e 4.951 estabelecimentos comerciais. A Balança Comercial de Indaiatuba movimentou de janeiro a outubro o valor de US$ 1.586 bilhões; sendo US$ 616,8 milhões em exportações e US$ 969,31 em importações. Comparado ao mesmo período de 2017, o município registrou um aumento de 11,07% nas exportações, e 11,95% nas importações. O PIB (Produto Interno Bruto) de Indaiatuba com base de 2015 é R$12,15 bilhões e o PIB Per Capita é de R$53.806,64.

PAT

O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), vinculado à Secretaria de Governo, realizou 57.712 atendimentos até novembro. A unidade de Indaiatuba é mantida por meio de uma parceria da Prefeitura com o Governo do Estado de São Paulo, coordenado pela Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), que faz intermediação entre empresas que precisam de mão de obra e profissionais que procuram emprego. No Posto também é possível fazer inscrição para o seguro-desemprego, emissão da carteira de trabalho, inscrição para o Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ) e para o Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (Padef). Todos os serviços são gratuitos.

Comércio Exterior

A Prefeitura de Indaiatuba, por meio do Núcleo de Comércio Exterior da Secretaria de Governo, apoiou o 1º Encontro de Comércio Exterior de Indaiatuba, realizado no dia 08 de fevereiro. O evento foi realizado no Hotel Royal Palm Tower, promovido pela Dunex Logística Internacional e Assessoria Aduaneira, também contou com o apoio do Aeroporto Internacional de Viracopos, Banco Santander, Ibrei (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Relações Empresariais Internacionais) e Fatec Indaiatuba. Participaram do encontro cerca de 100 pessoas.

Em outubro aconteceu o 2º Encontro de Empreendedorismo Espanhol de Indaiatuba – Mercado e Oportunidades. O evento conta com a parceria da Câmara Espanhola e visa proporcionar novas oportunidades de negócios para as empresas.

Dimpe II

A Prefeitura de Indaiatuba realizou as inscrições para os interessados em participar do sorteio para o Dimpe II (Distrito Industrial de Micro e Pequena Empresa). Os interessados tiveram até abril para efetuar o cadastramento no site da Prefeitura. No total 547 empresas se inscreveram. Toda a documentação apresentada passa por avaliação e validação das secretarias de Governo, Planejamento Urbano e Engenharia e Fazenda. Após esse processo, a Comissão de Seleção fará a classificação e será publicado um edital para informações sobre o sorteio dos imóveis.

Implantado em uma área com mais de 80 mil metros quadrados, localizada na Alameda Capovilla, no Bairro Pimenta, o novo Distrito terá 123 lotes a partir de 300 metros quadrados, somando a área de 42.251,95 metros quadrados. O valor do metro quadrado é de R$512,72 o equivalente a 19,95 Ufesp (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo) a unidade da Ufesp em 2018 vale R$25,70.

Catálogo das Indústrias

O Catálogo das Indústrias de 2018 foi lançado dia 15 de maio em um coquetel com empresários. O produto foi criado para facilitar a comunicação com as empresas locais e fornecer à população um material concreto sobre o parque industrial do município. Segue até dia 31 de janeiro os cadastros das empresas interessadas na divulgação no Catálogo das Indústrias 2019. Os empresários interessados devem acessar o link https://www.indaiatuba.sp.gov.br/governo/assuntos-industriais/catalogo-das-industrias/ e preencher os campos solicitados. A inscrição é gratuita. Mais informações pelo número (19) 3834-9360.

Programa Viver

O Programa Viver, que é uma ação de prevenção ao uso de drogas, orientou cerca de 8.600 crianças e jovens em todas as atividades promovidas durante o ano. Somente através de rodas de conversa e teatro apresentado nas escolas foram mais de 3200 pessoas abordadas, entre alunos, professores e pais.

Na central de risco foram realizados 100 atendimentos e encaminhamentos para atividades esportivas, educacionais, culturais e intervenções psicossociais. Cerca de 4 mil crianças e adolescentes se formaram no Proerd/Viver (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) e mais de 1.100 colaboradores de empresas privadas receberam palestras sobre os prejuízos do uso abusivo de álcool e outras drogas.

O Programa Viver foi estruturado sobre cinco premissas básicas: proteger crianças e adolescentes que não estão envolvidos com as drogas; recuperar os iniciantes, que devem ser reintegrados à vida produtiva e saudável; trabalhar a drogatização considerando a necessidade de recuperar dependentes químicos como missão da sociedade; combater com ações permanentes e enérgicas o traficante e o fornecedor de entorpecentes. Com informações da Prefeitura de Indaiatuba

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1