Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Salto: Serralheiro é preso suspeito de matar homem por cobrar dívida de R$ 150, diz polícia

4
Crime ocorreu em Cabreúva e suspeito localizado pela polícia em Salto. Vítima é um dos filhos de um mecânico que fez uma manutenção no carro do agressor.

Um serralheiro de 45 anos foi preso na tarde desta segunda-feira (12), em Salto (SP), suspeito de matar um homem de 43, por causa de uma cobrança de uma dívida de R$ 150.

.

O crime ocorreu no dia 28 de outubro, durante uma briga perto de um bar no bairro Jardim Colina da Serra, em Cabreúva (SP).

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Luciano Carneiro de Paiva, a prisão do suspeito foi pedida dias depois do crime. O suspeito Marcio Aparecido da Silva fugiu da prisão há cerca de um ano e morava em Cabreúva.

Marcio foi localizado em Salto pela Polícia Civil da cidade em trabalho conjunto com a investigação de Cabreúva. À polícia, ele disse que está arrependido e não tinha intenção de matar. O serralheiro foi levado para o Centro de Triagem em Campo Limpo Paulista.

A dívida

Há cerca de seis meses o serralheiro contratou um mecânico para fazer a manutenção em um carro, mas afirmou que houve um desentendimento entre os dois e cancelou o serviço, na época. Porém, teria ficado devendo R$ 150 pelo serviço, informou a polícia.

No dia 28 de outubro, o suspeito contou à polícia que foi a um bar comprar refrigerante quando o filho do mecânico teria cobrado a dívida e o ameaçado, o que causou uma briga.

Ainda conforme a polícia, em seguida, a vítima caiu no chão e sofreu chutes de Marcio, que fugiu da cena do crime e teve conhecimento da morte de Alexsandro Silva Pereira pela televisão.

A vítima foi encontrada gravemente ferida caída no meio da rua, sem vida, e com as marcas de chutes na cabeça. O caso foi apresentado na delegacia de Cabreúva e a prisão do suspeito decretada pela Justiça. Com informações do G1

Imagem: divulgação/Polícia Civil

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.