Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Salto: Laudo confirma que febre maculosa causou morte de adolescente de 15 anos

3

Um laudo laboratorial confirmou que a estudante Laura Bertajoni Vicente, de 15 anos, morreu por febre maculosa. A informação foi divulgada ao G1 pela Prefeitura de Salto (SP) nesta quinta-feira (9).

A doença já constava como causa da morte da menina no atestato de óbito que a TV TEM teve acesso. O documento detalhe também que a paciente teve choque séptico.

A adolescente morreu no dia 29 de julho, nove dias após sentir os primeiros sintomas da doença transmitida pelo carrapato-estrela.

Laura chegou a ser internada em um hospital de Campinas, mas a doença se agravou. No dia 24 de julho, quando já estava internada, a garota completou 15 anos.

De acordo com Marcelo Kenjy Motozono, tio da menina, a família não achou que a dor de cabeça relatada por Laura poderia ser algo grave. “Achamos que ela poderia ter comido algo e feito mal, mas depois também surgiram as convulsões. Foi muito rápido, nunca vi uma doença tão avassaladora como essa”, lamenta.

Laura foi internada em estado grave e entrou em coma induzido. Na mesma semana, um edema cerebral seguido de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), segundo o parente, foram fatais.

Febre maculosa

De acordo com a Prefeitura de Salto, a cidade já havia registrado um caso positivo de febre maculosa no início deste ano. O morador teria sido infectado na região Norte do país, foi tratado e se recuperou da doença.

Os sintomas da doença normalmente aparecem entre dois e 14 dias após a picada do inseto. Os pacientes podem ter dor de cabeça, febre alta, dores no corpo, calafrios e apresentar manchas vermelhas pelo corpo. Além de capivaras, o carrapato-estrela também pode ser encontrado em bois, cavalos, cães, aves e roedores.

Imagem: Reprodução/Facebook

Com informações do G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.