Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

River Plate goleia Kashima Antlers e se despede do Mundial em terceiro

A fim de salvar sua imagem nos Emirados Árabes, o River começou o jogo em cima dos japoneses e quase abriu o placar logo aos cinco minutos.

29

Frustrado pela surpreendente derrota para o Al Ain nas semifinais, o River Plate, ao menos, conseguiu se despedir do Mundial de Clubes da Fifa com o terceiro lugar conquistado. Em duelo movimentado neste sábado, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, o time argentino bateu o Kashima Antlers, do Japão, por 4 a 0 e ficou com a “medalha de bronze”. Os gols foram anotados pelo volante Zuculini e pelos meias Pity Martínez (duas vezes) e Borré.

A final do torneio, entre o poderoso Real Madrid e o anfitrião Al Ain, está marcada ainda para este sábado. No Estádio Xeique Zayed, também em Abu Dhabi, a bola rola a partir das 14h30 (no horário de Brasília).

Emoção para dar e vender

A fim de salvar sua imagem nos Emirados Árabes, o River começou o jogo em cima dos japoneses e quase abriu o placar logo aos cinco minutos. Em boa trama pela direita, Álvarez saiu em velocidade e, chegando à linha de fundo, cruzou rasteiro. Livre na área, Borré bateu de primeira e obrigou Sun-Tae Kwoun a fazer uma ótima defesa.

Os argentinos comandavam as ações da partida, mas o Kashima respondeu aos 10. Em cobrança de escanteio, a bola ficou viva na área sul-americana e Seung-Hyun apareceu para chutar. No reflexo, Lux espalmou e ainda contou com a ajuda do travessão para evitar o gol.

Com 23 rodados, o time asiático foi obrigado a substituir seu goleiro titular, lesionado. O reserva Sogahata entrou em campo e, sem sequer tocar na bola, acabou levando o primeiro gol do jogo.

Em cobrança de escanteio pela direita, De la Cruz levantou na marca do pênalti e Zuculini levou a melhor pelo alto, cabeceando à meia altura, no canto esquerdo, sem chances para o goleiro.

Se Sogahata teve azar em seu primeiro lance, mostrou bastante competência nos seguintes. Primeiro espalmando chute de Álvarez, à queima roupa, de dentro da área. Depois, defendendo a cobrança de falta frontal de De la Cruz.

Mesmo dominando o jogo, o River quase permitiu o empate antes do intervalo. Aos 43, o Anzai avançou pela esquerda, dividiu dentro da área e, na sobra, carimbou o travessão de Lux.

Despedida em grande estilo

O cenário do jogo continuou o mesmo na etapa final. O River Plate dominava a partida e só não ampliou a vantagem, aos 15 minutos, porque Borré estava em posição irregular ao receber a assistência de Quintero e teve seu gol anulado.

Aos 17, o Kashima assustou. Doi arrancou pela esquerda, invadiu a área e cortou a marcação. Em ótimas condições para finalizar, o atacante soltou o pé direito e obrigou Lux a fazer uma defesaça.

Foi então que o técnico Marcelo Gallardo resolveu colocar Pity Martínez em campo. O camisa 10, já acertado para defender o Atlanta United, dos Estados Unidos, entrou para fazer sua última aparição como jogador dos Millonarios. E não precisou nem de cinco minutos para deixar sua marca.

Com 27 rodados, os argentinos trabalharam bem a bola até ela chegar nos pés de Álvarez, na meia lua. O camisa nove viu Martínez livre na esquerda e tocou na medida para o companheiro, dentro da área, fazer o segundo.

Os japoneses, porém, não se deram por vencidos. Aos 38, Doi voltou a causar danos pela esquerda e, novamente limpando a jogada para a perna direita, soltou uma bomba no travessão portenho. Não satisfeito, o camisa oito ainda mandou mais uma bola no travessão, desta vez cobrando falta, aos 41 minutos.

Mesmo com todo o esforço, não era dia do Kashima. Aos 42, Borré foi lançado em profundidade, ganhou na velocidade dos zagueiros, mas acabou derrubado pelo carrinho de Inukai. O juiz assinalou pênalti, cobrado pelo mesmo Borré, que fez o terceiro.

E ainda dava tempo para mais um. Para selar a despedida, Pity Martínez fez um verdadeiro golaço nos acréscimos. O camisa 10 recebeu pela esquerda, balançou para cima do marcador, e, com um lindo toque de canhota por cobertura, fechou a conta em Abu Dhabi: 4 a 0. Com informações da Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1