Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Raí detona arbitragem e promete ação: “É falta de competência”

19

O diretor de futebol do São Paulo, Raí, falou com a imprensa após o empate sem gols entre o Tricolor e o Bahia, neste domingo, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, e detonou a arbitragem de Daniel Nobre Bins, que expulsou o atacante Toró no segundo tempo, mas sequer deu cartão amarelo a Gregore pela dura entrada em Liziero, que teve de ser substituído ainda na etapa inicial.

“Isso decide uma partida, são dois pontos que não voltam mais. Vamos ver o que é melhor a fazer, uma ação mesmo, porque é falta de competência. O cara pisou no tornozelo do Liziero no primeiro tempo, o Toró não tinha intenção nenhuma de machucar o Douglas. O cara para ser expulso tem que cometer uma agressão”, afirmou o inconformado Raí.

“O São Paulo jogou mal no primeiro tempo, o time que quer brigar para chegar não pode jogar assim, é uma coisa interna que a gente tem que melhorar. Quando o time volta e melhora, o juiz faz essa besteira que acaba estragando todo um trabalho que foi feito. A gente viu que no início do segundo tempo o São Paulo partiu para cima e tinha boas chances de vencer”, prosseguiu o dirigente, certo de que o final seria diferente caso Toró não tivesse recebido cartão vermelho.

Raí também aproveitou para lembrar que essa não é a primeira vez que o São Paulo é consideravelmente prejudicado pela arbitragem. Contra o Flamengo, Thuler não sofreu qualquer punição pela cotovelada que tirou Pato do jogo. No último domingo, contra o Fortaleza, a vítima da vez foi Tchê Tchê. Com informações da Gazeta Esportiva.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1