Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Prepare seu bolso indaiatubano! Ceia de Natal fica 6,82% mais cara em 2018

Farinha de trigo, bacalhau e carne de frango foram os itens da mesa que mais subiram no ano.

22

Os itens que compõem a ceia de Natal ficaram 6,82% mais caros em 2018, quando comparados ao ano anterior, mostrou um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE).

O percentual ficou acima do inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da FGV (IPC/FGV), entre janeiro e dezembro de 2018 (4,09%).

Alimentos puxados pelo dólar

Os produtos que mais subiram de preço foram também os mais influenciados pela forte alta do dólar este ano, apontou o economista André Braz, responsável pela pesquisa.

A farinha de trigo subiu 19,65%, o bacalhau ficou 18,55% mais caro e o frango, 8,20%, afetado também pelo aumento do milho e pela quebra da safra na Argentina. A ave, normalmente uma alternativa às carnes típicas como o peru e o chester, deve pesar no orçamento das famílias, destaca a FGV.

Já a carne de porco ficou mais barata em 2018. O pernil suíno caiu 8,42% e o lombo suíno, 6,15%, assim como os ovos, que recuaram 3,14%.

Veja a variação de preços dos principais alimentos da ceia de Natal em 2018:

  • Cebola: 26,99%
  • Farinha de trigo: 19,65%
  • Bacalhau: 18,55%
  • Batata-inglesa: 10,01%
  • Frutas: 8,41%
  • Frango: 8,20%
  • Maionese: 7,37%
  • Arroz: 7,20%
  • Azeite: 4,03%
  • Pão de outros tipos: 3,47%
  • Vinho: 2,01%
  • Couve: 0,28%
  • Óleo de soja: -1,37%
  • Ovos: -3,41%
  • Lombo suíno: -6,15
  • Pernil suíno: -8,42%

Presentes

Segundo a FGV, o preço dos presentes subiu menos que a inflação medida pelo IPC/FGV, ficando em 0,82% na média. Na lista dos 19 produtos analisados, os preços que mais recuaram foram o aparelho de TV (-3,9%), forno elétrico e de micro-ondas (-0,99%) e celular (-0,48%). Com informações do G1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.