Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Prefeitura informa sobre o aparecimento de escorpiões na Cidade de Indaiatuba

14
Em caso de acidente, a população deve procurar atendimento médico imediatamente. Ao chegar ao serviço de saúde, a pessoa deve relatar ao profissional, a picada.

Prefeitura de Indaiatuba informa sobre o aparecimento de escorpiões na Cidade de Indaiatuba. A maior parte dos casos de acidentes por escorpião ocorre nos meses quentes e chuvosos. As chuvas aumentam o risco dos escorpiões aparecerem dentro das casas, pois eles saem dos seus esconderijos, onde costumam viver, em busca de abrigos mais seco. Por isso essa época do ano é possível observar um aumento da população do escorpião.

Com referência ao soro antiescorpiônico destacamos que os municípios que recebem os soros para animais peçonhentos são escolhidos pela CIR (Comissão Intergestores Regional) vinculada à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. Indaiatuba tem como referência a Unicamp (Hospital das Clínicas) para aplicação do soro quando houver necessidade.

O soro antiescorpiônico está indicado para pacientes com formas moderadas e graves de escorpionismo, com utilização mais frequente para picadas pelo escorpião Tityus serrulatus (escorpião amarelo). Em Indaiatuba de janeiro a outubro foram registrados 15 casos de acidentes com animais peçonhentos sendo, 13 casos de acidentes com escorpião, todos de forma leve, sem a necessidade de utilização de soros. Nenhum óbito foi registrado na cidade em decorrência de picada de escorpião.

No entanto, visto a preocupação da população e o aumento de notificações de aparecimento de escorpião a Prefeitura de Indaiatuba por meio de representantes da Secretaria de Saúde, a pedido do prefeito Nilson Gaspar, esteve hoje (09) em reunião com a CIR para discutir a situação da cidade e encaminhou uma reivindicação para repactuação regional da distribuição dos soros, também foi encaminhado o pedido para o Ministério da Saúde, para que o município possa ser um polo de aplicação dos soros.

É importante lembrar que as picadas de escorpião são quase sempre acidentais e ocorrem quando estes são tocados ou se sentem ameaçados, por isso atingem predominantemente mãos e braços. Em caso de acidente, a população deve procurar atendimento médico imediatamente. Ao chegar ao serviço de saúde, a pessoa deve relatar ao profissional, a picada. A maior parte dos acidentes apresenta boa evolução. Caso consiga, sem correr riscos, leve o animal (vivo ou morto) dentro de um pote com tampa, isso facilita sua identificação.

CUIDADOS

Os lugares mais propícios de surgimento de escorpião são: perto das casas, em terrenos baldios, velhas construções, entulhos, pilhas de madeira e lenha, tijolos, mato e lixo, além de saídas de esgoto e ralos. Dentro das casas, são frequentemente encontrados nos sapatos e pilhas de roupa.

• Para prevenir o aparecimento do escorpião se possível crie galinhas, patos e gansos;

• Não mate as lagartixas, sapos, corujas. Esses animais comem escorpiões;

• Elimine baratas e grilos. Esses animais, assim como outros insetos, servem como alimentos para os escorpiões;

• Não acumule lixo e entulho, eles atraem baratas e outros insetos. Coloque o lixo em sacos plásticos;

• Agite roupas, sapatos e toalhas antes de usá-los. Não pendure roupas em paredes;

• Elimine as frestas nas paredes, muros, pisos, tetos, janelas e portas. Proteja as soleiras das portas com borrachas ou sacos de areia. Vistoriar materiais de construção armazenados, guarda-roupas e armários;

• Use telas ou mantenha fechados os ralos de pias e banheiros. Mantenha limpas e vedadas as caixas de gordura e esgoto.

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Vigilância Epidemiológica: 3834-9016, ou Centro de Controle de Zoonoses: 3816-6666.

Com informações da Prefeitura de Indaiatuba.

Imagem: reprodução

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.