Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Perseverando em dizer não na Terra do sim

57

Deus do céu o mundo tá cruel

Acreditando em mim firme até o fim

Perseverando em dizer não na terra do sim

 

Deus deu ao homem o poder de escolha ou decisão

Abrir ou fechar, sair ou entrar dizer sim ou não

Aceitar ou recusar, partir ou ficar, espalhar ou juntar

Decidir dizer destruir ou edificar

 

A esperança perde a lembrança que se desfalece e cansa

Se foi a perseverança que dança conforme se canta

Só lágrima que do olho cai, o brilho que sumiu do rosto

Sonhos que não se tem mais pela cicatriz que ficou pelo corpo …

 

O jovem que foge da escola e se droga à plena luz do dia

Corações imundos, perversos, podres, cru

Vergonha em lugar da honra…

O mal que corrompe o bem, o país que anda de ré

O dinheiro patrão da lei, o homem que perdeu a fé…

 

Estes são trechos da música NÃO NA TERRA DO SIM tema do ÁLBUM da banda RAP SENSATION. Saudades do meu querido amigo e irmão CACAU SIQUEIRA poeta nato e de dom apurado…

Admiro por achar muito inteligente e significativa esta frase: “O seu tempo é limitado, então não o desperdice vivendo a vida de outra pessoa… Não deixe o ruído da opinião dos outros abafar a sua voz interior.” Steve Jobs

DIZER NÃO NA TERRA DO SIM, sem dúvidas um grande desafio para o desenvolvimento de um caráter irrepreensível e indiscutivelmente um dos primeiros passos para vencer esta epidemia de corrupção que é propagada e nos coloca em alerta quanto a sua disseminação que cresce a cada dia. Um terrível vírus contagiante que veio para destruir a moralidade e promover a pobreza em todas as esferas da vida.

Saber dizer “NÃO”, não é um problema medíocre e certamente não faz mal nem prejudica. O problema é que nosso “SIM” por vezes tem por finalidade não parecer antissocial, egoísta ou deixar de ser amado, condição que posteriormente pode gerar mal-estar e frustração. Para vivermos bem, é fundamental que alteremos essa postura.

É fundamental o entendimento de que os nossos próprios direitos são tão importantes quanto os direitos dos outros, e por isso, é preciso tentar determinar em que momentos devemos dizer que “NÃO” e em que momentos devemos dizer que “SIM” aos pedidos que nos fazem, ou seja, devemos defender os nossos direitos, mas sempre sem a intenção de magoar ninguém.

Por que é tão difícil dizer “NÃO”?

Bem, um dos pontos é pelo MEDO de perder oportunidades: quando ficamos com medo de dizer “NÃO” a alguém, muitas vezes significa que estamos com medo de perder uma oportunidade presente ou futura, ou seja, receamos que isso nos feche portas.

Também vivemos sob a pressão e o MEDO da rejeição: na maioria das vezes a dificuldade em dizer “NÃO” deve-se precisamente ao medo de sermos rejeitados. Algumas pessoas não aguentam a idéia de alguém ou de um grupo não as aprovar. Não ser aprovados para muitos é um verdadeiro pânico.

MEDO de conflitos: “Lido muito mal com os conflitos…” Vez outra estamos ouvindo esta frase. A resistência, o aperto no estômago perante a mera possibilidade de um confronto com alguém, seja com o cônjuge, um amigo, colega ou chefe, aflige uma grande maioria de nós.

Ainda sobre este item gostaria de destacar a importância de descobrirmos como é que o nosso cérebro aprendeu que “dizer não, é ser rejeitado”, sobretudo em situações de desafio em que nos sentimos expostos ou vulneráveis. O grande problema é que em tais circunstâncias surge este tipo de insegurança que ganha força dentro de nós e tende a prender-nos ou bloquear-nos.

Queremos ser bem vistos por aqueles que estão ao nosso redor: acreditamos que ao dizer “SIM” a tudo e a todos, seremos aceitos e bem vistos pelos grupos em que estamos envolvidos.

Muitos de nós queremos sempre ajudar: Entendemos que “ajudar o próximo” pode estar diretamente ligado ao nosso sucesso como ser humano. Se alguém nos procura para pedir um favor queremos ser sempre “prestativos” mesmo que estejamos já completamente sobrecarregados.

Outro problema que nos assusta é o MEDO de prejudicar nossos relacionamentos: num relacionamento quer seja familiar, no ambiente profissional ou entre amigos, ficamos por vezes com medo de dizer “NÃO” e acabar por prejudicar tal convívio com as pessoas que tanto nos relacionamos e gostamos.

O ideal será sempre encontrar um equilíbrio entre DIZER NÃO e DIZER SIM, até para que não venhamos transmitir a imagem de alguém medroso, egoísta, ou que ignora as necessidades dos outros.

Bem, fato é que, para a grande massa dizer “não” é uma tarefa quase impossível. E esta acaba sendo a grande problemática, criamos um mundo onde prevalece o “SIM” mesmo quando moralmente e saudavelmente deveria ser um “NÃO”. Aprender sobre tal atitude é fundamental não somente para nos sentir melhor conosco mesmo, mas também para tornar nosso cotidiano mais produtivo para as coisas que de fato importam e, assim, obter sucesso.

Há, outro grande problema é que ao dizer “SIM” para os outros, acabamos por dizer “NÃO” para nós mesmo e assim ferimos muitas de nossas convicções. É isso aí, quando dizemos não para nós, estamos dizendo não para nossas metas e realizações.

O grande Mestre da sabedoria nos dá o seguinte conselho: “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.” Mateus 5.37 – “SIM” e “NÃO” faz parte do nosso cotidiano, das nossas atitudes e comprometimentos, podem mudar a história da nossa vida positivamente ou negativamente, pode nos conduzir ao sucesso ou ao fracasso. O difícil hoje é o “NÃO” na terra do “SIM” principalmente por corações confusos e temerosos.

Ser BOM não é ser BONZINHO rsrsrsrs. O “bonzinho” é aquele que nunca diz nada, não reclama de nada e sempre ajuda todo mundo. Sempre concorda com tudo e para não causar discórdia nunca desafia ninguém. Para uma mudança não é preciso se tornar alguém ruim e nem agressivo com os outros, é preciso somente ter uma postura diferente. É necessário saber negar quando preciso, ter um pouco de coragem e discordar quando algo vai contra o que pensamos.

Concluindo, a questão deve ser simples: quando dizermos “NÃO”, isso quer dizer que temos conhecimento dos nossos limites e da nossa capacidade, ou seja, por mais difícil que seja, muitas vezes, o “NÃO” é extremamente necessário.

Imagens: reprodução

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1