Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

O 13º não vai dar! E agora?

Trabalhador, saiba que 13º não é uma renda extra, é apenas parte do seu salário que ao invés de ser pago mês a mês foi direcionado para o fim do ano.

173

Dezembro chegou e com ele veio o tão aguardado 13º salário. O que fazer com ele? Por favor segure o primeiro impulso que é: gastar tudo, é claro! Há poucos dias escrevemos sobre o desafio dos patrões na hora de pagar o seu merecido 13º salário, seja lá como seu patrão fez ele te pagou! Então vamos pensar o que fazer agora que o valor “pingou na conta”.

 

 

Trabalhador, saiba que 13º não é uma renda extra, é apenas parte do seu salário que ao invés de ser pago mês a mês foi direcionado para o fim do ano, afim de facilitar grandes gastos: presentes de Natal, impostos do começo do ano, viagens de férias, quitar dívidas acumuladas. Dá pra fazer coisas legais e coisas chatas, mas antes de você deletar as coisas chatas da sua mente lembre: chato mesmo é ser endividado o ano inteiro! Duvida? Vou te provar!

Se você começar dezembro com R$ 1.000 negativos em sua conta corrente e não se preocupar em cobrir para ficar no azul, no dezembro do ano seguinte você terá pago: R$ 591,67 de juros e ainda estará R$ 1.591,67 no vermelho, se isso não é um bom motivo para usar seu 13º para ter um ano novo mais tranquilo então me conte o que é.

Sendo direto sem medo de ser rude: seja responsável com seu 13º salário, não gaste ele todo no quiosque da praia ou no shopping, janeiro está na porta e com ele: IPVA, IPTU, material escolar. Use o 13º para pagar dívidas, sair do vermelho, começar a poupar…

Então vamos lá, dica boa é dica fácil: divida seu 13º em 4 partes (mais ou menos iguais). Se você já recebeu a 1ª parcela antes do fim de novembro e já gastou tudo, paciência 2 partes já foram embora! (Nada de chorar pelo leite derramado, ano que vem tem mais, a gente faz direito da próxima vez). Retomando, das 4 partes: A primeira parte use para deixar aquela reservinha de emergência, não deixa na conta (se não a gente gasta mesmo). Deixe naquela sua gaveta especial ou transfira para uma conta poupança que não tem custo de manutenção, não troque de celular com esse dinheiro é pra imprevistos de verdade ok? A segunda parte: presentinhos de Natal, lembrancinhas e/ou um final de semana para recarregar as baterias, seja no parque da sua cidade, seja visitando um parente que mora longe, seja na praia mais próxima, a gente tem que viver também!

E as outras 2 partes? Caso a primeira parcela do 13º já não tenha virado pó, você pode fazer (por ordem de prioridade): Saldar o cheque especial / quitar o parcelamento do cartão de crédito. Guardar para pagar IPTU / IPVA. Juntar para trocar aquele móvel ou fazer uma manutenção preventiva no carro, quem sabe começar a juntar para fazer uma reforminha tão sonhada ou até mesmo trocar de carro ou comprar sua motinha. Janeiro vem aí e com ele o desafio de programar o orçamento do ano, mas esse é assunto para nossos próximos bate-papos. Até mês que vem!

Imagens: reprodução

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.