Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Milícia cria ‘carnê do crime’ para cobrar segurança em comunidade no RJ

“Carnê do crime” foi distribuído aos moradores da região da Praça Seca, em Jacarepaguá, no Rio.

22
Milicianos estão distribuindo boletos de cobrança de uma “taxa de moradia” aos moradores da região da Praça Seca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Segundo relatos dos próprios moradores, os valores cobrados variam dependendo do tamanho do imóvel, mas a mensagem é a mesma: quem não paga não está seguro.
Os criminosos já agem na maior parte das favelas da região da Praça Seca com a extorsão de moradores, e agora ampliaram seu domínio para o asfalto. O valor mensal cobrado no “carnê do crime” começa em R$ 50, mas dobra se a residência tiver dois andares. Para estabelecimentos comerciais, dependendo da estrutura da loja, bar ou restaurante, a cobrança pode chegar a R$ 1 mil por semana.
O anúncio deixou os moradores apavorados. Primeiro foram deixados os boletos, e os próprios milicianos estariam recolhendo as quantias nos dias determinados para pagamento. O boleto distribuídos pelos milicianos pede uma espécie de cadastro, com nome completo, endereço, valor e o mês de referência.
“Eles foram de casa em casa. Estavam armados e disseram que estavam pedindo uma contribuição para segurança da área. Entregaram o papel e marcaram a data para voltar e recolher o dinheiro. A gente sabia que tinha milícia em algumas comunidades, mas descer assim para o asfalto é a primeira vez. Estou apavorado. Se eu não tiver dinheiro no fim do mês, não sei como vai ser”, comenta um morador ao Extra, que prefere não ser identificado.

Com informações https://br.noticias.yahoo.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1