Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Mãe de Medina sempre acreditou no bi mundial do filho: “Deus falou comigo”

23

O mês era março de 2018. O Mundial de Surfe tinha acabado de começar, com a etapa de Gold Coast, na Austrália, mas para a mãe de Gabriel Medina, Simone, o futuro já estava decidido. Muito religiosa, ela contou à Gazeta Esportiva que sempre soube que seu filho conquistaria o bicampeonato mundial neste ano de 2018.

“Foi março, abril e eu já tinha falado para o meu diretor deixar um lugar lá (no Instituto Gabriel Medina), que seria o lugar do troféu do bicampeonato mundial de 2018. Eu estava orando e Deus falou comigo, E eu falei ‘olha, eu creio. Esse lugar vai ser do troféu’”, contou.

“E aí ele esqueceu de colocar o papelzinho lá. E depois eu estava vendo uma filmagem do Instituto e vi que alguém tinha colocado alguma outra coisa lá no lugar que eu tinha separado. Liguei para ele e falei assim: ‘Pode tirar agora aquilo do lugar do troféu e coloca a plaquinha de reservado para o bicampeonato mundial de 2018. É dele, vai ser, pode deixar guardado lá’. Aí ele colocou a plaquinha, me mandou foto no dia. E agora ele vai para o lugar dele”, completou com um brilho no olhar.

Como não poderia ser diferente, Simone rasgou elogios ao filho, que já tem seu nome escrito no surfe e no esporte brasileiro. E destacou que o que mais admira nele é sua lealdade.

“Orgulhosa, muito orgulhosa. Orgulhosa porque é a realização de um sonho e porque ele canaliza isso muito bem. Ele entende o que ele precisa devolver, entende o que precisa fazer, qual é o papel dele e o propósito dele na Terra. E isso me dá orgulho”, concluiu.

E quem também não poupou palavras para exaltar o bicampeão foi Charles, pai e treinador de Medina. “Nascem poucos como o Gabriel.Ele é frio, calculista, matador. O surfe brasileiro vive grande fase e podemos até chamar de ‘Era Medina’. O Gabriel abriu essa porta e outros começaram a acreditar. De 2014 até agora, em cinco anos, os vices e os campeões mudaram, mas ele se manteve entre os três melhores do mundo. Ele puxou o nível do surfe brasileiro para cima e mostrou que o brasileiro tem talento para praticar esporte”, ressaltou em coletiva de imprensa no último sábado.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Imagem: Reprodução

Com informações da Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.