Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Liminar da Justiça permite ao Flamengo uso parcial do Ninho

Centro de Treinamento foi interditadono dia 27 de fevereiro e, desde então, clube mobilizou-se para atender as exigências feitas pelo Corpo de Bombeiros e Prefeitura.

11

O time profissional do Flamengo voltará a utilizar o Centro de Treinamento George Helal, o Ninho do Urubu. A Justiça do Rio de Janeiro liberou o local, ainda que parcialmente, nesta segunda-feira. A juíza Alessandra Cristina Peixoto determinou a expedição de um alvará de liberação imediata dos campos, academia e vestiários, além de refeitórios e setor administrativo.

A decisão também exige que a Prefeitura emita o DARM para pagamento da Taxa de Licença de Estabelecimento. Se assim não for feito, não poderão ser cobrados encargos do Fla por voltar a usar as áreas autorizadas pela liminar.

Os profissionais poderão voltar a utilizar a estrutura do CT nesta terça-feira, véspera do jogo contra a LDU, pela segunda rodada da Copa Libertadores.

Nesta segunda, o elenco se reapresentou na Gávea e o clube divulgou a programação semanal com atividades no local até a próxima sexta-feira.

Depois da decisão, contudo, o clube começou a se movimentar para viabilizar a atividade – prevista para às 16h – ser realizada no Ninho. Até às 19h desta segunda-feira, o treino dos profissionais permanece marcado para a Gávea.

Desde que o CT foi lacrado, o Fla mobilizou-se para atender às exigências feitas pelas autoridades e regularizar o local. Na última semana, os Bombeiros realizaram inspeção no local, mas ainda notificou o clube por pendências.

Da instituição, o Fla precisa do Laudo de Exigências e Certificado de Aprovação para, depois, obter o Habite-se, junto à Secretaria Municipal de Urbanismo, e o Alvará de funcionamento emitido pela Secretaria Municipal de Fazenda.

Um incêndio atingiu o alojamento das divisões de base do clube no CT e vitimou 10 jovens no dia 8 de fevereiro. A proibição da entrada e permanência de crianças e adolescentes pela Justiça, em 13 de fevereiro, segue, por ora.

Pouco mais de um mês após o episódio, os jovens das categorias Sub-14, Sub-15, Sub-16 e Sub-17 do Flamengo se reapresentaram nesta segunda na Gávea.

O clube da Gávea posicionou-se logo após a decisão, confirmando a liberação parcial do CT e destacando a atuação de Rodrigo Dunshee, vice-presidente geral e jurídico do Flamengo. Confira, na íntegra, a nota divulgada pelo clube.

– O vice-presidente geral e jurídico do Clube de Regatas do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches, conseguiu hoje junto à juíza Alessandra Cristina Tufvesson, da 8ª vara da Fazenda, uma liminar autorizando o clube a utilizar parcialmente o Centro de Treinamento George Helal (Ninho do Urubu). Estão liberados, para seus devidos fins, os campos, a academia, o vestiário e o refeitório, sendo que este apenas para alimentação de atletas e funcionários, estando proibido o cozimento de alimentos no local – publicou o Flamengo.

Com informações do Lance

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1