Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Início de operação da nova Rodoviária é destaque do balanço de 2018 do Urbanismo

Localizado no final da Rua dos Indaiás, no Jardim Belo Horizonte, o novo Terminal Rodoviário “Vereador Maurílio Gonçalves Pinto” conta com um projeto moderno e acesso fácil à rodovia.

20

A mudança do Terminal Rodoviário para o novo prédio construído no Jardim Belo Horizonte é um dos pontos de destaque do balanço de 2018 da Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente, que administra o serviço. No fechamento do ano também tiveram destaque a conclusão da urbanização da área de lazer do Colinas I e o Ecoponto de Inertes inaugurado no Jardim João Pioli.

O engenheiro civil Leandro Dias de Souza, secretário da pasta, ressaltou que o saldo de 2018 foi positivo. “Muito trabalho, mas com o comprometimento de toda a equipe conseguimos concluir projetos importantes sob o comando do prefeito Nilson Gaspar e também iniciamos muitos outros. Estamos fechando o ano satisfeitos com os resultados e empenhados para fazer ainda mais em 2019”, ressaltou.

Localizado no final da Rua dos Indaiás, no Jardim Belo Horizonte, o novo Terminal Rodoviário “Vereador Maurílio Gonçalves Pinto” conta com um projeto moderno e acesso fácil à rodovia. O prédio projetado pela Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia tem cerca de 4 mil m² de área construída, saguão com espaços para 34 lojas e praça de alimentação com duas lanchonetes. A inauguração foi no mês de maio.

A área de lazer do Colinas I foi inaugurada em agosto e conta com uma quadra poliesportiva, uma quadra de tênis, academia ao ar livre; equipamentos de alongamento, playground, que também dispõe de brinquedos acessíveis, e uma pista de caminhada. A urbanização foi realizada pelas secretarias de Urbanismo e Obras e Vias Públicas, com a ajuda do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos).

O Ecoponto de Inertes entrou em funcionamento em julho, em um terreno da avenida Artes e Ofícios, no Jardim João Pioli. Na lista de materiais que podem ser levados para o local, estão entulhos de pequenas reformas, madeiras, lixo eletrônico e recicláveis em geral. A proposta é inibir descartes irregulares em terrenos e áreas verdes da cidade. O horário de funcionamento é das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira, e das 7h às 12h aos sábados.

Também neste ano foram implantados ecopontos do modelo subterrâneo em sete pontos da cidade: Jardim Oliveira Camargo; Parque Residencial Indaiá; Víber; Jardim Europa; Vila Avaí; início da Marginal Esquerda do Parque e na Rodoviária nova. O novo modelo subterrâneo inibe invasões e vandalismo e torna o entorno do Ecoponto mais limpo. Neles podem ser depositados papel, plástico, vidro, metal e óleo de cozinha usado e devidamente embalado em garrafas plásticas.

A Prefeitura ainda reformou os banheiros das praças Rui Barbosa e Prudente de Moraes. A Praça Prudente ganhou bancos novos, manutenção recente na fonte, uma repaginada no paisagismo e limpeza geral no calçamento.

O Urbanismo instalou cinco Academias ao ar livre, sendo uma na Praça Luís Narezzi, na Vila Suíça; área de lazer do Tancredo Neves, próximo ao Elevado; no Jardim Umuarama; Colinas I e Caminho da Luz, totalizando 42 academias no município.

Andamento

Entre as obras que foram iniciadas e que ainda estão em andamento, se destaca a urbanização da área de lazer do Conjunto Habitacional do Caminho da Luz, onde também foi construído um Centro Comunitário. O espaço localizado na rodovia Lix da Cunha totaliza mais de 5.000m², com academia ao ar livre, aparelhos para alongamento, playground, quadra poliesportiva, pista de caminhada, calçamento e iluminação. “Ainda nesta semana vamos concluir os serviços no local e o prefeito deve fazer a entrega oficial aos moradores, com a inauguração no dia 15 de dezembro”, explicou o secretário de Urbanismo.

Outras duas urbanizações já foram iniciadas no trecho final do Parque Ecológico. Uma delas é no trecho após a ponte da rua Custódio Cândido Carneiro, entre as ruas 59 e 73, onde está em andamento um trabalho de recuperação de encostas e readequação topográfica para receber a urbanização. Outro ponto é no início da rua Martinho Lutero, na altura do Jardim Paulista, onde também foi iniciado o trabalho de preparação da área.

Meio Ambiente

Uma das novidades deste ano na área de Meio Ambiente foi a instalação de um modelo novo de Papa-pilhas em cinco pontos do município. As pilhas e baterias de pequeno porte podem ser depositadas no Papa-pilhas do Terminal Rodoviário novo; Ponto Azul; Parque da Criança; Super Mercearia da rua Afonso Bonito, na Vila Brizola; e Supermercado Miranda da rua Ademar de Barros, na Vila Georgina.

O projeto de Coleta Seletiva da Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente recolheu 1.800 toneladas de materiais recicláveis em 2018. O serviço de coleta conta com 25 ecopontos distribuídos pela cidade, e outros 251 pontos de coleta distribuídos em condomínios, empresas e associações.

Com o material que foi coletado, separado e prensado no Centro de Triagem, que funciona no Aterro Sanitário, este ano o município arrecadou R$ 139.187,55. Toda a renda obtida com a venda desse material foi repassada para o Funssol (Fundo Social de Solidariedade).

A Usina de Biodiesel produziu cerca de 15.800 litros de biocombustível a partir do óleo de cozinha usado. Como o material coletado ultrapassou 57 mil litros, e a diferença que não foi aproveitada na produção do biodiesel foi vendida para uma empresa que fabrica massa de vidro. Esses resíduos gerados no processo de produção do biocombustível também foram comercializados, o que possibilitou o repasse de R$ 17.720,20 ao Funssol.

Com a produção de biocombustível são abastecidas as frotas de caminhões e máquinas da Prefeitura e do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), o que gerou uma economia de R$ 49.704,24 até o final de outubro.

O trabalho de coleta dos pneus que são descartados pelas borracharias da cidade, outra responsabilidade da Secretaria, recolheu este ano cerca de 105 toneladas de pneus. Esse material é encaminhado para a reciclagem por meio de um convênio com a Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos).

A Secretaria de Urbanismo também realiza a Operação Cata-Bagulho, que atende toda a cidade fazendo a coleta de objetos, móveis velhos e madeiras. Em 2018 foram retiradas 4 mil toneladas de materiais pela equipe.

Os galhos resultantes de podas de árvores também são recolhidos e abastecem a Usina de Compostagem que funciona do Aterro Sanitário, e que servem de adubo para as áreas verdes do município. Este ano foram produzidos 1.450 m³ de composto orgânico. No Aterro de Inertes foram depositados 101 mil m³ de materiais.

Ainda no assunto Meio Ambiente, o secretário lembra do Projeto Ecobike, que em 2018 realizou 1.684 cadastros e 8.045 empréstimos de bicicletas. O Projeto Ecobike foi inaugurado em 2012 e oferece quatro estações na cidade, sendo duas no Parque Ecológico, uma na Praça D. Pedro e uma na Praça do Cato. São disponibilizadas gratuitamente 200 bicicletas ecológicas que utilizam quadro fabricado com garrafas PET, mais 10 bicicletas com cadeirinha acoplada para o transporte de crianças, e outras cinco bicicletas duplas. Além do incentivo à prática esportiva, o projeto também tem a proposta de facilitar o uso da bicicleta como meio de transporte.

Plantios

Os plantios desse ano totalizaram 7.612 mudas de árvores de diferentes espécies, entre as doações e os plantios feitos pela equipe da Secretaria de Urbanismo. Com o Projeto Click Árvore Indaiatuba, implantado há quatro anos pela Prefeitura, foram recebidas 699 solicitações de plantios, sendo que em alguns casos os munícipes solicitaram até 10 mudas de árvores. O projeto possui um link disponível no site da Prefeitura – www.indaiatuba.sp.gov.br – por meio do qual a população pode se cadastrar e escolher a espécie de árvore que quer que seja plantada em sua calçada. A equipe do Urbanismo agenda o plantio, que é feito gratuitamente, e ainda orienta sobre os cuidados necessários que o proprietário do imóvel deve ter com a muda.

O Viveiro Municipal de Produção de Mudas, que foi implantado em 2014 pela Secretaria na Escola Municipal Ambiental Bosque do Saber, produziu e recuperou entre 200 e 300 mudas por mês. A proposta do Viveiro é atender os projetos de reflorestamento de matas ciliares, que fazem parte do trabalho de recuperação de nascentes do município, e os demais projetos de plantio e doação de mudas desenvolvidos pela Secretaria. O banco de sementes é abastecido com sementes e matrizes coletadas da flora do município e conta com mudas de mais de 150 espécies de árvores nativas.

A equipe de fiscalização do Departamento de Meio Ambiente emitiu neste ano 113 licenças ambientais, além de 33 renovações e cinco Certificados de Dispensa de Licença.

Proteção animal

O Centro de Reabilitação Animal (CRA) de janeiro a novembro realizou 6.048 cirurgias de castrações. Foram recolhidos 279 animais e realizaram 267 doações de cães e gatos.

O serviço é oferecido pela Prefeitura desde 2009, vinculado à Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente, e surgiu com a proposta de recolher animais machucados que apresentam risco à população, filhotes abandonados e cadelas que estejam esperando filhotes, prestar os cuidados necessários e encaminhar os animais para novos lares.

A parceria da Prefeitura com a Associação Mata Ciliar resultou no resgate de 132 animais silvestres no município em 2018. Esses animais foram encaminhados aos CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Selvagens), que é mantido pela Associação, onde recebem o tratamento necessário de profissionais habilitados e são posteriormente reencaminhados à natureza.

Este ano, a equipe do Mata Ciliar também promoveu uma capacitação para funcionários do Centro de Zoonoses e Defesa Civil com o tema “Treinamento e Manejo de Contenção de Bem Estar de Animais Silvestres”, para orientar sobre o resgate de animais de maneira adequada.

Parque da Criança

O parque aquático do Parque da Criança registrou mais de 60 mil agendamentos desde a inauguração, em outubro do ano passado.

O cadastro e o agendamento das visitas são realizados pelo site da Prefeitura (www.indaiatuba.sp.gov.br) ou diretamente no local. Se houver vagas disponíveis, respeitando o limite de pessoas e regras, usuários não cadastrados e sem agendamento poderão entrar no espaço. O horário de funcionamento do Parque da Criança é de quarta a domingo, das 8h às 18h, inclusive aos feriados. Já o acesso ao Parque Aquático é dividido em dois períodos, de manhã das 9h às 12h, e à tarde das 13h30 às 16h30.

Com informações da Prefeitura de Indaiatuba.

Imagem: Eliandro Figueira RIC/PMI

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.