Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Grande nome do basquete nacional, Laís Elena morre aos 76 anos

Depois de fazer sucesso como jogadora, Laís Elena conquistou vários títulos como treinadora.

27

Importante nome da história do esporte brasileiro, a ex-jogadora e técnica de basquete Laís Elena Aranha da Silva morreu nesta terça-feira, aos 76 anos, em decorrência de um câncer de mama. Durante 60 anos dedicados ao esporte, a natural de Garça, interior paulista, conquistou cinco títulos Sul-Americanos, dois Pan-Americanos e uma medalha de bronze no Mundial de 1971 com a Seleção.

Após passagem pelo Corinthians no início dos anos 1960, Laís seguiu para o Santo André, em 1964, onde fez história. Durante 11 anos, a atleta permaneceu na equipe do ABC paulista e ajudou a desenvolver o basquete feminino no país.

Os principais títulos da carreira de Laís foram conquistados com a camisa da Seleção Brasileira. A armadora venceu os Sul-Americanos de 1965, 1967, 1968, 1970 e 1974, e os Pan-Americanos de 1967, em Winnipeg-CAN, e 1971, em Cali-COL.

Também em 1971, a atleta integrou o grupo da Seleção que conquistou a medalha de bronze no Mundial disputado no Brasil, ficando atrás apenas da União Soviética e a Tchecoslováquia.

Após a aposentadoria, Laís seguiu envolvida com o basquete e com o Santo André, assumindo como treinadora do time de base em 1976. A ex-atleta foi essencial para a manutenção da equipe, que sob seu comando venceu, entre outros títulos, o Campeonato Brasileiro de 1999 e a primeira edição da Liga de Basquete Feminino (LBF), em 2011.

Laís trabalhava como secretária adjunta de Esporte e Prática Esportiva de Santo André desde 2017 e estava internada na UTI do Hospital Brasil, localizado na cidade do ABC.

Com informações da Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1