Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Fotografia: Retratos da identidade ao longo da história

A mostra Foto Colectania exibe parte da coleção particular de Arthur Walther e oferece uma ampla leitura multicultural do gênero retrato

16
    • Um homem que me conta como começou uma briga quando bebeu, da série "Asakusa Portraits", 1985. Foto Colectania reúne cerca de duzentos retratos, da Europa, Ásia, África e América, em uma mostra que, sob o título 'Estruturas de Identidade: A Coleção Walther', explora a representação construída sobre as noções de gênero, raça, política, classe e nacionalidade na fotografia vernacular e documental.
      1Um homem que me conta como começou uma briga quando bebeu, da série “Asakusa Portraits”, 1985. Foto Colectania reúne cerca de duzentos retratos, da Europa, Ásia, África e América, em uma mostra que, sob o título ‘Estruturas de Identidade: A Coleção Walther’, explora a representação construída sobre as noções de gênero, raça, política, classe e nacionalidade na fotografia vernacular e documental.HIROH KIKAI /CORTESIA GALERÍA YANCEY RICHARDSON
    • Sem título [penteados], 1970-79. A seleção, exposta atualmente pela primeira vez na Espanha, conta com séries feitas por mestres como August Sander, Richard Avedon e Seydou Keïta e fotógrafos contemporâneos como Samuel Fosso, Zhang Huan ou Zanele Muholi.
      2Sem título [penteados], 1970-79. A seleção, exposta atualmente pela primeira vez na Espanha, conta com séries feitas por mestres como August Sander, Richard Avedon e Seydou Keïta e fotógrafos contemporâneos como Samuel Fosso, Zhang Huan ou Zanele Muholi.J.D. ‘OKHAI OJEIKERE /CORTESIA THE WALTHER COLLECTION Y GALERIA MAGNIN-A, PARIS
    • Sem título [Penteado], 1970-79. As imagens pertencem a Artur Walther e, como coleção, refletem a sensibilidade, a personalidade e os interesses de quem a valoriza: o amor pelo desconhecido e por aquilo que não foi institucionalizado ou comercializado.
      3Sem título [Penteado], 1970-79. As imagens pertencem a Artur Walther e, como coleção, refletem a sensibilidade, a personalidade e os interesses de quem a valoriza: o amor pelo desconhecido e por aquilo que não foi institucionalizado ou comercializado.J.D. ‘OKHAI OJEIKERE /CORTESIA THE WALTHER COLLECTION Y GALERIA MAGNIN-A, PARIS
    • Sem título [12 abril, 2012], da série “Ocupando Wall Street”, 2012. Nascido em Neu-Ulm, na Alemanha, o nome de Arthur Walther está incluído nas listas dos personagens mais influentes do cenário da fotografia internacional. Ele faz parte de diferentes comitês de fotografia de instituições culturais e educacionais, como o Museu Whitney, as universidades Vassar, Bard e de Arquitetura e Design do MoMA.
      4Sem título [12 abril, 2012], da série “Ocupando Wall Street”, 2012. Nascido em Neu-Ulm, na Alemanha, o nome de Arthur Walther está incluído nas listas dos personagens mais influentes do cenário da fotografia internacional. Ele faz parte de diferentes comitês de fotografia de instituições culturais e educacionais, como o Museu Whitney, as universidades Vassar, Bard e de Arquitetura e Design do MoMA.ACCRA SHEPP/ CORTESIA DO ARTISTA E DA GALERIA STEVEN KASHER.
    • Sem título, 1959. Por mais de duas décadas, o ex-sócio do banco de investimentos Goldman Sachs deixou o mundo das finanças para se dedicar totalmente à fotografia. Inscrito no Centro Internacional de Fotografia (ICP), em Nova York, e atualmente em seus cinquenta anos, ele foi capaz de desfrutar de professores como Stephen Store.
      5Sem título, 1959. Por mais de duas décadas, o ex-sócio do banco de investimentos Goldman Sachs deixou o mundo das finanças para se dedicar totalmente à fotografia. Inscrito no Centro Internacional de Fotografia (ICP), em Nova York, e atualmente em seus cinquenta anos, ele foi capaz de desfrutar de professores como Stephen Store.SEYDOU KEÏTA/ CORTESIA THE WALTHER COLLECTION E CAAC – THE PIGOZZI COLLECTION, GENEBRA.
    • Árvore genealógica, 1997. "Comecei meu relacionamento com a fotografia tirando fotos", explica Walther. "Isso me deu uma compreensão do comércio. Eu aprendi a olhar de uma forma muito deliberada e desenvolvi uma clareza visual e uma perspectiva."
      6Árvore genealógica, 1997. “Comecei meu relacionamento com a fotografia tirando fotos”, explica Walther. “Isso me deu uma compreensão do comércio. Eu aprendi a olhar de uma forma muito deliberada e desenvolvi uma clareza visual e uma perspectiva.”ZHANG HUAN/CORTESIA DO ARTISTA E PACE GALLERY
    • Retratos de psiquiatria, ca. 1920. A fundação de Arthur Walther, baseada em Nova York e em Burlafinger, na Alemanha, abriga obras que vão do século XIX até o presente, e é considerada a maior coleção de fotografias africanas do mundo.
      7Retratos de psiquiatria, ca. 1920. A fundação de Arthur Walther, baseada em Nova York e em Burlafinger, na Alemanha, abriga obras que vão do século XIX até o presente, e é considerada a maior coleção de fotografias africanas do mundo.ANÔNIMO/CORTESIA THE WALTHER COLLECTION
    • Fotografias dos criminosos nº 19, Thomas Cunningham, xerife, Stockton, Califórnia, ca. 1880-90. o método de coleta de Walther é muito pessoal. "Eu quero aprender a conhecer os artistas, entender o contexto de seu trabalho e coletá-los em profundidade", diz. "Eu sou atraído por artistas que usam uma abordagem metódica e conceitual para a fotografia. Suas apresentações raramente são desenvolvidas através de uma única imagem. Pelo contrário, eles são apresentados em séries e sequências, organizados em grades ou tipologias rigidamente controladas e selecionadas. A precisão e autenticidade da imagem individual, totalizada pela força do grupo, é o que me atrai psicológica e emocionalmente."
      8Fotografias dos criminosos nº 19, Thomas Cunningham, xerife, Stockton, Califórnia, ca. 1880-90. o método de coleta de Walther é muito pessoal. “Eu quero aprender a conhecer os artistas, entender o contexto de seu trabalho e coletá-los em profundidade”, diz. “Eu sou atraído por artistas que usam uma abordagem metódica e conceitual para a fotografia. Suas apresentações raramente são desenvolvidas através de uma única imagem. Pelo contrário, eles são apresentados em séries e sequências, organizados em grades ou tipologias rigidamente controladas e selecionadas. A precisão e autenticidade da imagem individual, totalizada pela força do grupo, é o que me atrai psicológica e emocionalmente.”FOTÓGRAFO DESCONHECIDO/ CORTESIA THE WALTHER COLLECTION.
    • Trabalhadores exibem ferramentas de seus ofícios, ca. 1865-90.
      9Trabalhadores exibem ferramentas de seus ofícios, ca. 1865-90.FOTÓGRAFOS ANÔNIMOS /THE WALTHER COLLECTION

      FOTÓGRAFOS ANÔNIMOS /THE WALTHER COLLECTION

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.