Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Exército proíbe alunos na Olimpíada de História da Unicamp

Exército alega que prova entra em conflito com calendário pedagógico e também "por não atender à Proposta Pedagógica do Sistema"

15

O DECEx (Departamento de Educação e Cultura do Exército) impediu a participação de alunos de colégios militares brasileiros na Olimpíada Nacional de História, da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). O caso foi revelado nesta segunda-feira (13) pela ráio CBN.

Em nota oficial, o Exército informa que “não será possível a manutenção da participação dos alunos do Sistema Colégio Militar do Brasil (SCMB) na XI Olimpíada Nacional de História do Brasil, em face de conflitos com nosso Calendário Pedagógico e por não atender à Proposta Pedagógica do Sistema”.

A quantidade de alunos que serão vetados de participar e de quais colégios não foram informados. A Olimpíada está em sua 11ª edição e é um projeto criado pelo Departamento de História da Unicamp.

Realizada em Campinas anualmente, a prova tem seis fases on-line e uma última fase presencial, em agosto, na Unicamp. Mais de 50 mil alunos dos ensinos fundamental e médio participam todos os anos da prova.

A Olimpíada tem apoio ainda do MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) e do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). A organização da prova é feita por docentes, alunos de pós-graduação e graduação da História da Unicamp.

Em nota oficial, a Olimpíada Nacional em História do Brasil informou que “desconhece a informação sobre a proibição da participação dos alunos dos colégios militares na competição”. A nota disse ainda que “a coordenação da Olimpíada não tem qualquer ingerência sobre as escolas”.  Com informações do A CidadeOn.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1