Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Estudos registram redução de mortes por acidentes no trânsito em Indaiatuba

Pelo estudo da USP, em 2016 Indaiatuba apresentou o menor índice de acidentes fatais entre os município analisados. Em 2017 o número subiu e a cidade caiu para o 21ª posição, mas em 2018 teve uma excelente recuperação, subindo para 10ª posição.

48

A queda do número de óbitos decorrentes de acidentes de trânsito destacou Indaiatuba em dois estudos divulgados recentemente. Em janeiro, a cidade foi parabenizada pela direção do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito pela queda desse tipo de óbito com base nos registrados do Infosiga-SP. No final de fevereiro, a USP de São Carlos divulgou uma pesquisa que aponta Indaiatuba entre os municípios com melhor desempenho em segurança viária do Estado de São Paulo. Os dois estudos se referem aos números de 2018.

No Painel de Resultados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito em 2018 Indaiatuba registrou 15 mortes em acidentes ocorridos em vias municipais e 12 em rodovias dentro dos limites do município, totalizando 27 óbitos. Em 2017, nas vias municipais foram 24 mortes decorrentes de acidentes de trânsito, em um total de 36 óbitos. Os dados são do Infosiga SP.

Já o estudo divulgado pelo Núcleo de Estudos de Segurança no Trânsito (NEST) do Departamento de Engenharia de Transportes (STT) da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP levantou o número de acidentes de trânsito com vítimas fatais nos municípios paulistas. Foram consideradas as cidades com mais de 200 mil habitantes e os dados são relativos aos anos de 2016, 2017 e 2018.

Pelo estudo da USP, em 2016 Indaiatuba apresentou o menor índice de acidentes fatais entre os município analisados. Em 2017 o número subiu e a cidade caiu para o 21ª posição, mas em 2018 teve uma excelente recuperação, subindo para 10ª posição. Aliás, entre os anos de 2017 e 2018, Indaiatuba foi o segundo município que mais melhorou no ranking, ficando atrás apenas de São José do Rio Preto.

Os valores foram determinados mediante a relação entre os números de mortes no trânsito, disponíveis no site do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito do Governo do Estado de São Paulo, e os dados sobre as populações de cada município, consultados no site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Neste caso, apenas as fatalidades nas vias municipais foram contabilizadas, pois a gestão das rodovias os pesquisadores entendem que é de responsabilidade do Governo Estadual ou Federal.

Investimentos

Segundo declarou o prefeito Nilson Gaspar (MDB), a Administração Municipal faz investimentos contínuos em infraestrutura de trânsito e também trabalha em ações preventivas, em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV). “A Administração Municipal já fez muitas melhorias no trânsito da cidade e temos projetos importantes em andamento nesta área, que vão melhorar ainda mais as condições de tráfego na cidade, sempre com foco na segurança dos condutores de veículos, ciclistas e pedestres”, explicou. “Para as ações educativas temos a parceria do Observatório e, juntos, estamos investindo em uma campanha permanente de incentivo ao uso da faixa pelo pedestre e também para que os motoristas aprendam a respeitar a faixa”, completou.

Gaspar também lembrou que a Prefeitura de Indaiatuba foi a primeira cidade do País a receber o selo do Programa Município Laço Amarelo. Criado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, o selo reconhece o engajamento do município nas ações voltadas a promover a segurança no trânsito.

No que se refere à obras de melhorias no trânsito que o município mantém em andamento, a abertura e pavimentação de três vias de interligação de bairros é uma delas. A primeira interliga os jardins Regina ao Esplanada II; o segundo duplica a rua Ivan Roberto Cavanezi para abrir um novo acesso pela avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé; e o terceiro interliga o Jardim Regina ao novo anel viário. O investimento total na obra é de R$ 3.855.930,71. “Com obras como esta, estamos dando

O município também dá andamento a um contrato com o Governo do Estado, por meio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, que resultou na instalação de semáforos em quatro importantes cruzamentos da cidade. Dois deles foram no Centro da cidade e outros dois também envolveram uma ampla reformulação de trânsito, sendo a primeira no cruzamento das ruas Comendador Antonio Nagib Ibrahim e Soldado João Carlos de Oliveira Jr, e a segunda na alameda Comendador Doutor Santoro Mirone com Arthur Barbarini, no acesso ao Distrito Industrial.

O convênio ainda inclui a instalação de 168 placas de orientação de bairros em pontos estratégicos da cidade, e o reforço de pintura da sinalização de trânsito no Jardim Morada do Sol trabalhos que devem ser concluídos no primeiro bimestre deste ano. O investimento total nas obras será em torno de R$ 1,1 milhão, provenientes do repasse do Estado, com a ajuda do deputado estadual Rogério Nogueira (DEM).

Entre 2017 e 2018 também foram instalados semáforos em outros nove pontos da cidade, incluindo o cruzamento da avenida Kennedy com a rua XV de Novembro e a confluência da avenida Francisco de Paula Leite com a Rua dos Indaiás, que também exigiram reformulação de trânsito.

Considerando os investimentos no trânsito que já foram entregues nos dois últimos anos, Indaiatuba ganhou um elevado e uma nova alça de acesso pelo Parque Ecológico, na altura do Jardim Hubert; a pavimentação de cinco vias da região norte da cidade, incluindo a Alameda das Nações e rua Ademar Von Ah; o recapeamento da Estrada do Fogueteiro e de outras 20 ruas; e a construção de 12 quilômetros de ciclovias, incluindo as avenidas Conceição e Bernardino Bonavita.

Movimento Paulista

Inspirado na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020)”, da Organização das Nações Unidas (ONU), o Governo do Estado criou o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito com objetivo de reduzir pela metade o número de vítimas fatais no trânsito de estado de São Paulo até 2020.

O Movimento Paulista atua como agente articulador para ampliar o envolvimento de parceiros da sociedade civil e a integração de trabalhos de instituições e empresas privadas que compartilham responsabilidades relacionadas ao tema, como associações de fabricantes de veículos, gestores de rodovias, bancos e seguradoras. O programa age ainda por meio da produção de dados e informação de qualidade e da implementação de ações de intervenção direta no sistema viário paulista, além de ações de conscientização de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres.

Infosiga

O Infosiga SP é um banco de dados também criado pelo Governo do Estado que reúne informações de acidentes de diversas fontes, como Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal. Para auxiliar na elaboração de políticas públicas relacionadas à segurança no trânsito,

Atualizado mensalmente, o Infosiga SP fornece dados de faixa etária e gênero da vítima, tipo do veículo envolvido e perfil do acidente. Com ele, é possível traçar um diagnóstico mais preciso das características dos acidentes e, assim, planejar e estabelecer políticas públicas mais eficazes de prevenção em benefício de toda a sociedade.Com informações da Prefeitura de Indaiatuba.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1