Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Discriminação de mulheres continua sendo realidade, diz OIT

Membro da OIT avançou que os salários mantém "um elevado nível de desigualdade em todas as economias do mundo".

25

Albertina Jordão, membro da Organização Internacional do Trabalho, afirmou nesta sexta-feira (8), no Dia Internacional das Mulheres, que “apesar” do aumento dos diplomas e da evolução positiva das mulheres no emprego, a “discriminação continua sendo uma realidade”.

“Apesar da evolução positiva, com cada vez mais mulheres no emprego formal, os níveis de escolaridade das mulheres têm tido um aumento significativo, há cada vez mais países a reforçarem os seus sistemas de proteção da maternidade, a discriminação continua sendo uma realidade”, disse, em declarações à agência Lusa, Albertina Jordão, gestora do centro de documentação e informação da Organização Internacional do Trabalho (OIT) em Portugal.

Albertina Jordão avançou que os salários mantém “um elevado nível de desigualdade em todas as economias do mundo”.

“Persistem diferenças salariais que podem variar entre 20 a 22% (valores a nível mundial) dependendo da medida utilizada, se a média ou a mediana, e para salários mensais”, frisou a gestora da OIT.

Com informações da Agência Lusa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1