Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Conirp faz análise do manancial na região da futura barragem do rio Piraí

6
A barragem do Ribeirão Piraí será construída na divisa dos municípios de Itu e Salto. Terá 386 metros de comprimento, 15 metros de altura, espelho d´água de 1,3 km² e capacidade para armazenar 9 bilhões de litros de água.

No dia 31 de outubro, um técnico da empresa Conágua Ambiental fez a coleta de água e substratos na área do Rio Piraí, que será alagada pela barragem que será futuramente construída, no intuito de avaliar parâmetros físico-químicos, microbiológicos e hidrobiológicos, a pedido do Consórcio Intermunicipal do Ribeirão Pirai (Conirp), constituído por quatro municípios, Indaiatuba, Itu, Salto e Cabreúva. O trabalho faz parte do processo de licenciamento para o futuro início das obras.

O material coletado será utilizado para analisar as condições atuais do manancial. Foi feita coleta de água bruta superficial no intuito de avaliar parâmetros físico-químicos, microbiológico e hidrobiológicos, e sua conformidade com os limites estabelecidos pela Resolução CONAMA 357/05.

Os Zooplânctons presente na água, também foram coletados, são animais invertebrados microscópicos que vivem em suspensão na água de rios e reservatórios se alimentando de algas, bactérias e detritos. Dentre eles podemos citar os rotíferos, protozoários, cladóceros e copépodes. Trata-se de um conjunto de organismos que podem ser utilizados como indicadores de qualidade da água.

Macroinvertebrados bentônicos, é outra espécie de invertebrados que será analisada, vivem ou que passam parte de seu ciclo de vida no substrato de ecossistemas aquáticos. Dentre eles, podemos citar moluscos, crustáceos, anelídeos e vermes. São animais sensíveis a alterações ambientais e que, portanto, podem ser utilizados em diagnóstico ambiental e processos de monitoramento.

Todo o trabalho foi acompanhado pelo biólogo do Laboratório de Águas do Saae, Thiago da Mata. Este é mais um dos cuidados tomados para que a construção da barragem tenha o menor impacto. Em breve terão início a catalogação e manejo da fauna e flora local.

“Está é uma obra de grande importância para a região, pois irá ampliar a captação de água dos municípios integrantes do consórcio” explica o prefeito de Indaiatuba e presidente do CONIRPI, Nilson Gaspar.

Desde que assumiu a presidência do consócio, o prefeito da cidade de Indaiatuba, Nilson Gaspar vem viabilizando os estudos que garantem as licenças ambientais, exigidos pela Cetesb para permitir o início das obras, com meta para este ano.

BARRAGEM

A barragem do Ribeirão Piraí será construída na divisa dos municípios de Itu e Salto. Terá 386 metros de comprimento, 15 metros de altura, espelho d´água de 1,3 km² e capacidade para armazenar 9 bilhões de litros de água.

A área total a ser desapropriada é de mais de 2,97 km². A obra garantirá a ampliação do volume de captação dos municípios de Indaiatuba, Salto e Itu. Com informações da Prefeitura de Indaiatuba.

Imagem: Marco Matos – DCS Saae

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.