Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Com desfalque, Brasil aposta em revezamentos no Pan-Pacífico

5
A competição, que ocorre a cada quatro anos, acontece em Tóquio (JAP) a partir das 22h desta quarta-feira (8), 10h de quinta-feira (9) pelo fuso horário japonês.

Bastante renovada em relação à Olimpíada Rio-2016 e desfalcada de Bruno Fratus, segundo do mundo em 2018 nos 50 m livre, a seleção brasileira de natação aposta suas fichas nas equipes de revezamento para a disputa do Campeonato Pan-Pacífico.

A competição, que ocorre a cada quatro anos, acontece em Tóquio (JAP) a partir das 22h desta quarta-feira (8), 10h de quinta-feira (9) pelo fuso horário japonês.

Dos 16 nadadores que estarão competindo no Japão a partir desta quarta-feira, apenas seis estiveram na última Olimpíada. Na ocasião, a natação brasileira saiu sem medalhas.

São eles Larissa Oliveira, no feminino; João Gomes Junior, Luiz Altamir Mello, Brandonn de Almeida, Marcelo Chierighini e Leonardo de Deus, entre os homens.

Os quartetos do 4 x 100 m livre e 4 x 200 m livre chegam com expectativa de obter bons resultados em Tóquio, naquela que é considerada pela CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) a principal competição da temporada.

Fratus, 29, que nadou os 50 m livre no último Troféu Maria Lenk para 21s35, foi cortado da equipe por causa de uma lesão no ombro. Ele seria presença certa no 4 x 100 livre. Ainda assim, o time que deve disputar a prova neste sábado (11), é considerado muito forte.

Na equipe que nadará em Tóquio, há dois integrantes entre os cinco mais rápidos do ano nos 100 metros: Pedro Spajari, 21, terceiro do mundo (47s95) e Gabriel Santos, 22, quarto mais rápido (47s98).

Os Estados Unidos, que normalmente dominam as provas de velocidade e revezamento, não apresentam nenhum nadador que tenha feito neste ano um tempo abaixo de 48 segundos.

Completarão a equipe Marco Antonio Ferreira Júnior, 20, (48s46 e 25º tempo do ano) e Marcelo Chierighini, 27 (48s48 e 27º tempo no ranking). Dos quatro integrantes do time brasileiro, apenas Chierighini esteve na Olimpíada do Rio.

Outra aposta de bom resultado brasileiro no Pan-Pacífico está na equipe do 4 x 200 m livre.

O destaque do time é Fernando Scheffer, jovem nadador gaúcho de 20 anos e que quebrou dois recordes sul-americanos no último Maria Lenk, em abril, nas provas dos 200 e 400 m livre.

Atualmente, Scheffer tem o nono melhor tempo do ano nos 200 m livre (1min46s08).

Outro ponto forte na equipe é Luiz Altamir Melo, 22, natural de Roraima. Ele vem de uma sequência de bons resultados na temporada e tem o 21º melhor tempo do ano nos 200 m livre (1min46s78) e o 17º nos 200 m borboleta (1min55s83).

Completam a equipe Leonardo de Deus, 27, sétimo do mundo nos 200 m borboleta, com 1min55s05 e prata nesta prova no Pan-Pacífico 2014, e Guilherme Costa, 19, oitavo no ranking dos 800 m (7min50s92). O 4 x 200 m livre masculino não obteve índice para a Olimpíada de 2016.

Ambos, inclusive, são bem cotados para brigar pelo pódio em suas respectivas provas individuais (200 m borboleta, para Leonardo de Deus, e 800 e 1.500 m, no caso de Guilherme Costa).

Na última edição do Pan-Pacífico, realizada em 2014 na Austrália, o Brasil conquistou quatro medalhas. Uma de ouro (Bruno Fratus, 50 m livre), duas de prata (Felipe França, 50 m peito, e Leonardo de Deus, 200 m borboleta) e uma de bronze (revezamento 4 x 100 m livre).

Na TV

5h55 (quinta-feira, 9/8) – Campeonato Pan-Pacífico (finais) – Natação

SporTV 2

Imagem: Reprodução

Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.