Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Carta de Cristóvão Colombo furtada de biblioteca é devolvida

9
Carta, que data do século 15, foi roubada da Biblioteca Nacional da Catalunha, em Barcelona, no início dos anos 2000.

Mais de 500 anos depois, que incluíram um roubo, duas vendas e sete anos de investigação, uma cópia manuscrita de uma carta de Cristóvão Colombo sobre as descobertas na América retornou à Espanha nesta quarta (6). A carta, que data do século 15, foi roubada da Biblioteca Nacional da Catalunha, em Barcelona, no início dos anos 2000. Era uma cópia feita à mão do original de 1493, em que Colombo descreve “as gentes e as terras das Índias” aos reis da Espanha, que financiaram a viagem.

Uma pista sobre o roubo chegou ao Departamento de Segurança Doméstica dos Estados Unidos em 2011, que iniciou uma investigação. Segundo o governo americano, a carta foi roubada junto com dezenas de outros manuscritos da biblioteca, que foram substituídos por falsificações.

“Tenho o prazer de ser capaz de retornar esta peça de valor inestimável a seus donos de direito”, disse a vice-diretora interina da Divisão de Investigações do Departamento, Alysa D. Erichs.

Agentes do governo americano contataram a Biblioteca da Catalunha e examinaram a carta em posse da instituição, concluindo que era uma “cópia da cópia”, e não o artefato original. Descobriu-se, então, que a carta foi vendida duas vezes: em 2005, por dois livreiros italianos, e em 2011, por 900 mil euros –ou cerca de R$ 4 milhões.

O então proprietário da carta, cuja identidade não foi revelada, concordou em oferecer o documento para análise. Em março de 2014, enfim, uma análise de especialistas determinou que aquela era “acima de qualquer dúvida” a carta original.

Exames posteriores ainda indicaram que foram usados agentes químicos para remover o carimbo da Biblioteca da Catalunha do manuscrito. Especialistas ainda fizeram testes adicionais de imagem e químicos que determinaram o uso de um agente químico para clarear a tinta do carimbo da Biblioteca Nacional da Catalunha e para alterar as condições da fibra do papel.

É a segunda cópia da carta de Colombo devolvida pelo governo dos EUA: em maio de 2016, uma outra cópia foi descoberta e entregue a uma biblioteca na Itália. Desde 2005, o governo americano entregou, por meio do Departamento de Segurança Doméstica, mais de 11 mil relíquias históricas a mais de 30 países, incluindo manuscritos, objetos de famílias reais e fósseis.

Imagem:  Pixabay

Com informações da Folhapress.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.