Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Bolsonaro exclui comunidade LGBTQI+ das diretrizes de Direitos Humanos

Novo ministério será liderado pela pastora Damares Alves

42

A Medida Provisória de nº 870, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) nesta terça-feira (1º) exclui a comunidade LGBTQI+ da lista de políticas e diretrizes abrangidas pelo ministério dos Direitos Humanos.

Publicada ainda nesta terça no Diário Oficial da União, a MP inclui o novo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, que será liderado pela pastora Damares Alves. O texto diz explicitamente que as ações do ministério são destinadas à “mulheres, criança e adolescente, juventude, idoso, pessoa com deficiência, população negra, minorias étnicas e sociais e Índio”.

A comunidade LGBTQI+, antes citada na estrutura da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, não foi mencionada na MP 870. Segundo noticiou o ‘Metrópoles’, a pauta não foi direcionada a nenhuma secretaria até o momento. Com informações do Notícias Ao Minuto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1