Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Boituva: Paraquedista cai em rodovia e morre atropelado por carreta

7
Em dezembro de 2017, um paraquedista de 20 anos morreu em Boituva, após errar uma manobra durante o pouso e bater com força no solo.

O paraquedista Diego Camargo Martins, de 37 anos, morreu ao ser atropelado por uma carreta, após cair na pista da rodovia Castelo Branco (SP-280), neste domingo (19) em Boituva. O acidente aconteceu no km 115 da rodovia, ao lado do Centro Nacional de Paraquedismo (CNP), de onde decolou o avião que levava Martins. O motorista do veículo de carga disse à Polícia Militar Rodoviária que foi surpreendido pela queda do paraquedista e não conseguiu desviar. Após o choque da cabine com o corpo, ele só conseguiu parar 200 metros à frente.

Martins era contador em São Paulo e costumava se deslocar para praticar o paraquedismo em Boituva. Ele já havia saltado mais de cem vezes e era considerado experiente. Equipes de resgate da concessionária da rodovia e do Corpo de Bombeiros foram ao local e constataram a morte do esportista. A Polícia Civil vai analisar as imagens de uma câmera acoplada ao capacete da vítima para apurar a causa do acidente.

Conforme policiais rodoviários, centenas de paraquedistas frequentam o CNP aos fins de semana e não é raro, durante os altos, pousarem próximo da rodovia. Em dezembro de 2017, um paraquedista de 20 anos morreu em Boituva, após errar uma manobra durante o pouso e bater com força no solo. Em outubro de 2016, outro esportista de 40 anos perdeu o controle do paraquedas e também foi lançado ao solo. Ele foi socorrido com várias fraturas, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos. Com informações da Agência Estado

Imagem?divulgação

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.