Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Após vitória de Peres, Santos prevê demissões e corte de R$ 4 milhões

4

Após José Carlos Peres ser mantido como presidente do Santos em votação dos associados, o clube deve passar por uma reformulação nos próximos dias.

Peres e os demais membros da diretoria estimam até 40 demissões. O objetivo é reduzir os gastos em R$ 4 milhões por mês – atualmente, o Peixe gera R$ 8 milhões em receitas, mas gasta R$ 12 mi.

“A reestruturação não será política. Vou chamar as quatro áreas – futebol, administração, jurídico e marketing/comunicação. Faremos uma lista do que não precisamos mais, extinguir cargos. Não vai ter facão, vai ter ajuste. Pontual. Sem perseguição política. Teremos cortes precisos”, disse Peres, após a votação no último sábado.

“O Comitê de Gestão não entendeu que as decisões são colegiadas, mas quem executa sou eu. Eu executo, chamo cada área profissional e cada um faz seu trabalho, admitem e demitem, montam departamento e eu cobro com metas”, completou.

O Santos tem quatro executivos – o volante Renato no futebol, Ricardo Feijoo no administrativo/financeiro, Marcelo Frazão no marketing/comunicação e Rodrigo Gama Monteiro no jurídico. Há o objetivo de, no futuro, contratar um CEO.

O Comitê de Gestão é formado, atualmente, por Peres, o vice-presidente Orlando Rollo e outros três membros: Estevam Juhas, Fabio Gaia e Pedro Doria Mesquita. Quatro pediram renúncia e serão substituídos se o Conselho Deliberativo aprovar: Andres Rueda, Hanie Issa, José Carlos de Oliveira e Urubatan Helou. Com informações da Gazeta Esportiva

Imagem: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.