Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

Antes favoritas, Polônia e Colômbia fazem duelo de desesperadas pelo grupo H

7

Favoritas a ficar com as duas vagas para as oitavas de final no grupo H da Copa do Mundo, Polônia e Colômbia tropeçaram na primeira rodada diante de Senegal e Japão, respectivamente, e fazem um duelo de desesperadas neste domingo, às 15h de Brasília, para evitar uma desclassificação precoce no torneio.

As derrotas na estreia – ambas pelo mesmo placar, 2 a 1 – dão uma importância especial ao jogo deste domingo na Kazan Arena. Um novo tropeço praticamente manda o perdedor de volta para a casa.

As duas equipes entrarão em campo já sabendo o resultado do outro jogo da segunda rodada. Japão e Senegal, que dividem a liderança da chave com três pontos cada, se enfrentam no mesmo dia, às 12h de Brasília, em Ecaterimburgo.

Poucos esperavam que a Colômbia, que foi eliminada pelo Brasil nas quartas de final do Mundial de 2014 e considerada por muitos como uma das potenciais surpresas desta Copa, perdesse na estreia para o Japão.

No entanto, a expulsão de Carlos Sánchez no terceiro minuto de jogo e o pênalti convertido por Shinji Kagawa em decorrência do lance mudaram totalmente os planos do técnico José Pekerman. A Colômbia lutou, chegou a empatar com um jogador a menos em campo, mas acabou derrotada.

Sem Sánchez, Pekerman planeja uma “pequena revolução” na escalação contra a Polônia. O veterano Abel Aguilar será uma das novidades no meio campo. Jefferson Lema também perderá vaga no setor. Mateus Uribe leva vantagem sobre Wilmar Barrios na disputa pelo posto.

Craque do time, James Rodríguez, poupado no primeiro tempo contra o Japão e recuperado das dores que sentia na perna esquerda, é outro que começa o jogo no lugar de Jose Izquierdo. Juan Cuadrado também está confirmado, deixando em aberto a briga para fechar a composição do meio campo. Juan Quintero, autor do gol da estreia, e Luis Muriel duelam pela vaga.

Além disso, Pekerman deve mexer na defesa. A dupla que atuou contra o Japão – Davinson Sánchez e Óscar Murillo – não agradou e deve perder o lugar para Cristian Zapata e Yerry Mina, ex-Palmeiras.

O duelo também é encarado como uma final pela Polônia, que não pode mais errar depois da derrota para Senegal na estreia, marcada por vacilos individuais que devem fazer o técnico Adam Nawalka seguir os passos do treinador adversário e fazer muitas mudanças.

A primeira delas é na defesa. Nawalka deve abandonar o esquema com quatro defensores e adotar o esquema com três zagueiros utilizado no segundo tempo do jogo contra os senegaleses.

Kamil Glik está recuperado de lesão e voltará ao time do titular para compor o sistema defensivo com Michal Pazdan e Lukasz Piszczek.

A principal aposta polonesa segue no ataque. O artilheiro Robert Lewandowski buscará marcar seu primeiro gol em Mundiais e evitar que a seleção volte para casa sem passar da primeira fase, como ocorreu nas Copas do Mundo de 2002 e 2006.

Prováveis escalações:.

Polônia: Szczesny; Glik, Pazdan e Piszczek; Rybus, Goralski, Krychowiak e Bereszyniski; Grosicki, Zielinski e Lewandowski. Técnico: Adam Nawalka.

Colômbia: Ospina; Arias, Murillo (Mina), Zapata e Mojica; Aguilar, Uribe (Barrios), Cuadrado, James Rodríguez e Quintero (Muriel); e Falcao. Técnico: José Pekerman.

Árbitro: César Arturo Ramos (México), auxiliado pelos compatriotas Marvin Torrentera e Miguel Hernandez.

Estádio: Kazan Arena, em Kazan. Com informações da EFE

Imagem de capa:EFE/EPA/SERGEY DOLZHENKO

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.