Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

A Catedral da luz; detalhes e curiosidade desse símbolo de Brasília

Sua construção foi muito rápida, levou quatorze meses apenas. A ideia do Presidente Juscelino Kubitschek é que ela fosse uma “Catedral Ecumênica”.

91

.Sempre me encantei com as construções das Catedrais. Na hierarquia eclesiástica, Catedral é a principal igreja de uma diocese, onde se  encontra o trono episcopal.

Duas importantes Catedrais da era moderna me chamam a atenção e hoje vou falar sobre uma delas .

A Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida é mais conhecida como Catedral de Brasília.

Catedral de Brasília e seus vitrais/Paula Figueiredo

Concebida pelo arquiteto Oscar Niemeyer com cálculo estrutural do engenheiro Joaquim Cardoso, foi o primeiro monumento criado na capital federal.

O projeto estrutural permitiu que as bases da Catedral ficassem delgadas, apenas tocando o chão.

Catedral de Brasília/Vista externa/Paula Figueiredo

Oscar Niemeyer foi premiado em 1988 com o Premio Pritzeker considerado o Nobel da Arquitetura.

Sua construção foi muito rápida, levou quatorze meses apenas. A ideia do Presidente Juscelino Kubitschek é que ela fosse uma “Catedral Ecumênica” a  ser paga pelo estado e aberta à todas as crenças e pela falta de fundos foi entregue à Igreja Católica para ser concluída.

 

Ela foi transformada em monumento histórico e artístico em 15 de julho de 1990.

Catedral de Brasília/Anjos/Paula Figueiredo

O interessante é entrar na Catedral por um túnel escuro e emergir para um espaço brilhante com telhado de vidro.

O telhado exterior da Catedral é composto de dezesseis partes de fibra de vidro, cada uma com dez metros de altura em uma base de trinta metros de largura entre os pilares de concreto.Sob esta base estão suspensos dois mil metros quadrados de vitrais criados originalmente em 1990 por Mariane Peretti em tons de azul, verde, branco e marrom.

Catedral de Brasília/Vista interna/Paula Figueiredo

Dentro da Catedral sob a nave mãe estão as esculturas de três anjos suspensos por cabos de aço e são de autoria de Alfredo Ceschiatti com a colaboração de Dante Croce em 1970.

O caminho da Cruz é obra de Di Cavalcanti. Um local para ser visitado e muito apreciado, ali podemos permanecer por algum tempo em contemplação e admiração.Uma obra que me encanta imensamente!

Arquiteta Paula Figueiredo –www.arquitetapaulafigueiredo.com.br

CAU A7476-4

Email paulafigueiredow@uol.com.br

#arquitetapaulafigueiredo

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1