Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

A avaliação física é um importante parâmetro para alcançar seu objetivo

 Por meio da avaliação física o profissional terá parâmetros para identificar a melhor atividade, a intensidade e a frequência dos exercícios, trabalhando dentro da zona individual de treinamento.

20

Quando iniciamos a prática de uma atividade física traçamos objetivos e metas que almejamos alcançar, sejam eles para fins estéticos, para a saúde ou para a melhora do desempenho e da performance esportiva, e a avaliação física é uma ferramenta importante para esses processos, pois ela fornece dados que são utilizados para a prescrição de exercícios físicos específicos para cada objetivo.

O professor deverá buscar o maior número de informações do seu aluno para que o programa de treinamento seja personalizado, identificando possíveis fatores de risco e auxiliando a estabelecer metas, para que a partir dos resultados apresentados, seja possível melhorar o condicionamento físico e o desempenho esportivo, aumentar a massa muscular, reduzir o peso ou o percentual de gordura corporal, mas nunca esquecendo os objetivos impostos pelo aluno.

Por meio da avaliação física o profissional terá parâmetros para identificar a melhor atividade, a intensidade e a frequência dos exercícios, trabalhando dentro da zona individual de treinamento.

Para que uma avaliação física seja bem feita é necessário utilizar critérios e protocolos bem selecionados, fornecendo dados quantitativos e qualitativos que indiquem, através de análises e comparações, a real situação em que se encontra o avaliado. Mas, para que possamos alcançar os resultados desejados, é necessário que o aluno faça periodicamente a reavaliação, para que o profissional possa acompanhar o progresso com precisão, relacionando com os objetivos e observando se a metodologia aplicada está sendo satisfatória.

Uma boa avaliação física deve conter:

  • Anamnese – que são informações individuais de cada avaliado;
  • Medidas de circunferência – que é feita com uma trena antropométrica, medindo a circunferência dos membros superiores, inferiores e do tronco;
  • Composição corporal – que é o peso, a altura, o percentual de gordura corporal e a massa magra, o peso de gordura, o peso da massa muscular e o peso ideal;
  • Análise postural – onde o profissional analisa e indica desvios posturais, para que possa aplicar exercícios para melhorar a postura do avaliado;
  • Teste de flexibilidade – medem-se os níveis de flexibilidade, amplitude das articulações e alongamento da musculatura;
  • Testes de força – para indicar o nível de força atual em determinados exercícios, execuções corretas e comparações nas reavaliações;
  • Teste cardiorrespiratório – que pode ser feito diretamente, através do teste físico, ou indiretamente, através de fórmulas, determinando a frequência cardíaca máxima e todos os limites do treinamento.

Com avaliações completas e periodicidade no treinamento, os resultados são percebidos quando comparamos a primeira, realizada no início do treinamento, com a avaliação feita após um determinado período.

A avaliação física é um sinônimo de segurança e de bons resultados, lembrando que os objetivos serão alcançados se a rotina de exercícios for eficaz, condizente com a frequência e com a intensidade adequada, associada com uma boa alimentação, com descanso e orientações apropriadas.

Por isso procure sempre profissionais adequados, devidamente certificados, para possam lhe orientar da melhor forma possível.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1