Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

9 erros que as pessoas cometem quando vão reformar a casa e como evitá-los

Alguns mitos que circulam na web podem prejudicar a reforma; saiba quais

23

Na hora de reformar a casa, é comum o morador ter algumas dúvidas sobre o que fazer, por qual cômodo começar e quais técnicas usar nas obras dos cômodos. O problema, no entanto, é quando a pessoa fica cercada de informações erradas sobre arquitetura e decoração – e isso passa a comprometer o planejamento e o estilo decorativo da casa.

Para ajudar a esclarecer essas questões, a arquiteta Cyntia Sabat, especialista em projetos de interiores, lista alguns mitos que circulam pela internet – e que são erros cometidos por muitas pessoas. De acordo com a profissional, ao reformar a casa , o importante é manter uma harmonia entre todos os componentes do espaço e tomar cuidado para não cair em mitos.

1. Deixar de misturar estampas e texturas

Para começar, é importante saber que a decoração feita com uma única estampa não significa, necessariamente, que o ambiente ficará harmônico. Na reforma, o décor deve ser pensando em um mix de cores, desenhos, texturas e materiais que irão trazer personalidade e elegância ao cômodo.

Diante disso, a especialista aponta que não há problema em misturar estilos e itens diferentes. O importante é que as escolhas conversem entre si e não criem uma confusão e poluição visual. Diferentes composições de quadros e almofadas são super bem-vindas, por exemplo.

2. Acreditar que piso de madeira não pode ser usado na cozinha e no banheiro

Acredita-se que em áreas molhadas, como é o caso do banheiro e da cozinha, a madeira deve ser evitada por conta dos riscos de apodrecer e estragar com facilidade. Por outro lado, quem quiser reproduzir o efeito do material, pode optar durante as obras por outras opções que o imitam e são ainda melhores para esses locais, como os pisos vinílicos, cerâmicas e porcelanatos.

3. Achar que misturar prateado com dourado é errado

A combinação de tons metalizados está em alta – e agrega requinte aos cômodos ao reformar a casa, afirma Cyntia. O ponto de atenção deve ser para que uma das cores seja o destaque e, a outra, o complemento. Algumas opções de revestimento de pastilha que misturam o dourado com o prateado podem ser usadas. A dica também vale para os tons cobre, rose e gold.

4.  Pensar que cores escuras diminuem o ambiente

Ao contrário do que muita gente acha, as cores escuras nem sempre irão fazer os locais parecerem menores do que eles realmente são. É importante saber que o que influencia nesse aspecto é o equilíbrio da quantidade que será aplicada e a estrutura que irá recebê-la – e não a cor.

Para trazer sensação de amplitude, vale pensar em uma boa iluminação na hora da reforma . A falta de luz é o que faz os ambientes aparentarem ser menos amplos. Se puder, invista em uma janela grande para que o local receba ainda mais luz natural.

Leia também: Você sabe como explorar as cores em espaços menores no seu apartamento?

5. Usar luz fria somente na cozinha

A luz fria, que melhora a iluminação, pode ser usada não somente na cozinha como também em banheiros, salas de estudo e ambientes comerciais e corporativos. Por outro lado, a quente e/ou morna apresenta uma temperatura de cor mais amarelada e que induz ao relaxamento. Por conta disso, é ideal para dormitórios e áreas sociais, como salas e varandas.

6. Deixar de usar papel de parede por achar que mofa

Ao reformar a casa, é fundamental avaliar a composição e o lugar em que o papel de parede será instalado. A arquiteta ressalta que a parede que irá receber o revestimento deve estar livre de umidade, pintada e, preferencialmente, com uma demão de seladora.

A profissional ainda explica que algumas opções de papéis disponíveis no mercado, como os vinílicos, são mais resistentes e podem ser instalados em cozinhas e lavabos, que são locais mais úmidos. A especialista garante que o tradicional não irá mofar sem um ponto de umidade como infiltração ou próximo de áreas úmidas.

7. Acreditar que plantas dentro de casa não sobrevivem

Enquanto algumas plantas necessitam de grande incidência solar, outras espécies podem ser usadas em ambientes internos, onde há pouca presença de sol. Ráfias, suculentas, samambaias e orquídeas sobrevivem bem e mostram que é possível montar uma decoração com plantas dentro de casa.

Leia também: Decoração com plantas: saiba quais espécies fazem bem à saúde e como cultivá-las

8.  Não usar lâmpada de led

Esse é mais um mito sobre reforma e obras que circula pela internet. A lâmpada de led, além de não esquentar e ser dez vezes mais durável que a incandescente, é mais econômica. Outro ponto positivo é que ela está se tornando mais acessível ao consumidor por conta da oferta e procura, além de novas marcas que estão surgindo no setor.

9. Só adotar pisos escuros

Os pisos de cores mais escuras – como é o caso do preto – sujam tanto quanto os claros. A única diferença é que as manchas ficam menos aparentes. Aspectos como acabamento polido, bordas retificadas e pouco rejunte ajudam a sujeira não ficar impregnada no piso, fator que facilita a manutenção – principalmente de quem está pensando em reformar a casa .

Fonte: Delas – iG @ https://delas.ig.com.br/casa/2019-04-03/9-erros-que-as-pessoas-cometem-quando-vao-reformar-a-casa-e-como-evita-los.html

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

UA-132776669-1