Z1 Portal de Notícias
Site de notícias de indaiatuba e região.

7 tipos de construções residenciais para você se inspirar

18

Construir uma casa não é tarefa simples, além de ter um orçamento bem planejado e contar com mão de obra especializada de confiança também devemos escolher o tipo de construção que será utilizado para erguer a casa. Além da construção tradicional em alvenaria, que é a opção mais comum no Brasil, podemos optar por algumas alternativas, como a alvenaria estrutural, blocos de concreto, casas pré-fabricadas de madeira e etc. Cada uma dessas opções possuem suas características, vantagens e desvantagens que devem ser analisadas, tanto pelos proprietários da obra quanto pelos arquitetos e engenheiros responsáveis antes de tomar a decisão final.

 

ALVENARIA

As casas de alvenaria são as construções tradicionais onde o material utilizado para levantar as paredes são tijolos, cerâmicos ou de concreto. As paredes erguidas com tijolos não tem função estrutural sendo necessária a criação de vigas e pilares com a finalidade de sustentar o conjunto da construção. As construções realizadas em alvenaria apresentam como vantagem a facilidade de encontrar os materiais necessários em qualquer loja específica, mão de obra abundante e grande liberdade de criação no projeto. Em contrapartida é um tipo de construção que gera muito desperdício de material (como madeiramento para pilares, vigas, vergas e lajes), grande quantidade de entulho e com o tempo as construções de alvenaria podem apresentar trincas e fissuras ocasionais. O tempo de construção varia de acordo com diversos fatores como o tamanho do projeto, a disponibilidade de material, quantidade de profissionais trabalhando, condições do tempo entre outros, mas podemos considerar um prazo mínimo de 4 meses para uma construção de 160 metros, dependendo do projeto e agilidade nas decisões entre proprietário e responsável técnico pela obra.

 

ALVENARIA ESTRUTURAL

 

É um tipo de construção que se assemelha a alvenaria comum, mas apresentando grande flexibilidade e versatilidade da construção. A alvenaria estrutural necessita mão de obra especializada e sua construção é realizada a partir de blocos especiais de maneira que toda a parte estrutural (vigas, vergas e pilares) é passada no interior dos tijolos em locais pré-determinados, diminuindo significativamente a quantidade de concreto, ferro e madeira. As vantagens desse tipo de obra são: a velocidade de construção (representando um ganho no tempo de execução de até 20% em relação ao concreto armado), o custo com a mão de obra reduzido, o menor gasto com revestimento e reboco, permite um melhor planejamento da obra, menor diversidade de materiais e certa liberdade de layout. Uma de suas principais desvantagens está no fato de não poder alterar suas estruturas depois da obra feita, ou seja, não é possível retirar ou alterar uma parede, por exemplo, e durante sua construção apresentam limitações na superação de grandes vãos e balanços, restrições de possibilidades de mudanças não planejadas durante a execução da obra e dificuldade de improvisação.

 

BLOCOS DE CONCRETO

As construções com bloco de concreto vêm se tornando cada vez mais comuns no Brasil porque além de aumentar a produtividade, reduz consideravelmente o tempo de execução de um projeto podendo dar origem tanto à paredes de vedação quanto paredes estruturais, dependendo do tipo de bloco utilizado. O bloco de concreto é um material resistente e duradouro, tem boa acústica, poupa revestimentos durante a construção, já que os ladrilhos podem ser assentados diretamente sobre os blocos, e seu preço é muito mais em conta do que o tijolo. Uma casa realizada com blocos de concreto resulta em construções modernas, com menos desperdício e redução de mão de obra. Como desvantagem, os blocos de concreto não apresentam uma boa condição termo acústica e as alterações estruturais depois de o projeto pronto são restritas e devem ser muito bem estudadas.

 

CONCRETO MOLDADO “IN-LOCO”

Esse sistema de construção é composto por paredes estruturais maciças de concreto que são moldadas no local com a utilização de formas para modelagem possibilitando que todos os componentes como instalações sanitárias, elétricas, hidráulicas e as aberturas das ambientes possam ser realizadas antes da concretagem. Apresentam uma redução significativa no tempo de execução e também um menor investimento em mão de obra e material, resultando em edificações perfeitamente esquadrejadas e com baixo índice de surgimento de trincas e fissuras nas estruturas. A principal desvantagem desse sistema de construção é o alto preço da compra ou locação das formas para moldagem já que o layout das mesmas está diretamente ligado ao projeto da edificação, ou seja, não pode ser alterado para outros tipos de obra. Para esse tipo de construção é extremamente importante ter todos os projetos complementares, como hidráulica, elétrica, estrutural e arquitetônico definidos para evitar retrabalhos durante a construção e para prevenir qualquer inconveniente como rompimento de tubos ao furar as paredes durante a fase de acabamento.

 

PRÉ-FABRICADA DE MADEIRA

Os componentes das casas pré-fabricadas de madeira são produzidos individualmente e depois são transladados para o canteiro de obras onde são encaixadas com perfeição sobre os alicerces tradicionais de concreto que devem ser definidos em função do terreno e do projeto escolhido. As paredes divisórios do banheiro, cozinha e área de serviço podem ser construídas em alvenaria, com as tubulações embutidas, enquanto o restante das paredes podem ser duplas, possuindo um vão central para as instalações elétricas, ou simples com as instalações aparentes. As casas de madeira podem ser escolhidas entre os diversos modelos padrões prontos, com a possibilidade de alteração ou até mesmo ter um projeto totalmente personalizado desenvolvido de acordo com o gosto do cliente pelas construtoras. Esse tipo de construção apresenta como vantagem o curto prazo de entrega, beleza, conforto termo acústico e baixo custo. Em contra partida apresentam como desvantagem o fato de requer cuidados periódicos (quando falamos em tratamentos para preservação da madeira e proteção contra cupins) e possibilidades de personalizações restritas, no caso de escolha de casas padronizadas.

 

PRÉ-FABRICADO DE CONCRETO

Esse tipo de construção se assemelha ao processo das casas pré-fabricadas em madeira e consiste em módulos que são construídos separadamente em galpões ou fábricas e que posteriormente são transladados para o canteiro de obras onde são montados, dando origem às casas. Seu processo produtivo é muito mais rápido do que a construção em alvenaria comum, uma casa de cerca de 50 m² pode ser concluída em 45 dias. As casas pré-fabricas de concreto geralmente são escolhidas através de catálogos, com modelos padrões, mas ainda assim são flexíveis quanto ao tamanho e personalização do projeto apresentando um baixo custo, sendo 30% mais baratas do que a construção de alvenaria convencional. Como desvantagem podemos citar o fato de requerer um maior investimento inicial, necessidade de adequação do terreno na hora de transferir as estruturas para o cenário real e grande despesa com o transporte dos materiais.

 

CASA CONTAINER

Esse tipo de sistema construtivo utiliza containers reaproveitados para montar a estrutura das casas e é possível criar até mesmo residências de alto padrão através deles. Durante a montagem são criadas estruturas de revestimento interno com a finalidade de receber materiais isolantes, para criar um conforto termo acústico, e também para embutir as instalações elétricas e hidráulicas. Seu custo hoje em dia se assemelha ao da alvenaria comum e dão origem a projetos de aspectos modernos e inovadores, sua construção é rápida apresentando estruturas sólidas e altamente resistentes a ação do tempo. Para construir uma casa container é necessário o respaldo de um bom projeto técnico garantindo uma boa iluminação, ambientação e climatização para que a estrutura modular se torne um lar habitável com características aconchegantes e funcionais. Ainda podemos citar como desvantagens o fato de apresentarem algumas restrições em questão de aspectos arquitetônicos, devido a sua restrição de dimensão e o alto custo com transporte, necessitando carretas e guindastes para a movimentação dos mesmos.

 

STEEL FRAME

Este sistema é contemporâneo e foi objeto de um artigo específico, Acesse o link https://www.z1portal.com.br/steel-frame-conheca-as-vantagens-e-desvantagens-na-hora-de-construir/ e conheça mais a respeito.

Imagens: reprodução

Fontes:

https://projetos.habitissimo.com.br/projeto/tipos-de-construcoes-de-casas?utm_source=newsletter-Part&utm_medium=email&utm_campaign=Habitissimo-Particulares-BR-30-OCT-2018-%282%29&utm_content=pm

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.