Preconceito

‘Tive de dormir com homem para provar que sou mulher’: sul-africana monta time de rúgbi só com jogadoras lésbicas para combater preconceito

Redação
Escrito por: Redação
A sul-africana Xoliswa Jubeju já passou por diversas provações em sua vida.

Ela é lésbica e decidiu montar um time de rúgbi apenas com jogadoras homossexuais, o Khayelitsha Cats, para combater o preconceito.

“Decidi criar o time (Khayelitsha Cats) porque há muita discriminação contra gays e lésbicas em nossa comunidade. Algumas pessoas não querem aceitar a palavra “gay” ou “lésbica” porque não entendem”, diz.

“Para eles, é como se houvesse uma maldição ou satanismo com suas crianças ou com suas irmãs e irmãos. Para mim, as experiências ruins que tive vieram todas da minha família”.

“Há pessoas aqui que foram abusadas. Elas foram estupradas, agredidas, mas não podem falar sobre isso porque têm medo de que sejam mortas por seus abusadores”, completa.

Xoliswa conta que, como lésbica, se sentiu “enclausurada por muitos anos”.

“Tive de dormir com um homem para provar que sou uma mulher. Tenho sentimentos (pelos homens), mas não tenho desejo por eles”, lamenta.

Ela diz querer “ver toda a nossa comunidade se juntar para nos apoiar onde formos jogar, adoraria vê-los nos acompanhando e se orgulhando de seus filhos, mesmo que sejam gays, lésbicas ou qualquer outra coisa. Ainda somos seus filhos”. Com informações da BBC

Imagem de capa:Reprodução

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: