Violência

Tio mata sobrinha por acreditar que ela lhe transmitiu HIV

Sérgio Luiz Carvalho foi apresentado pela polícia como autor da morte de Raquel Nascimento.

A vigilante Raquel Nascimento, de 32 anos, foi morta pelo próprio tio, Sérgio Luiz Carvalho, de 39 anos. Pelo menos é o que atesta a Polícia Civil de Campinas, que o apresentou como principal responsável por ter baleado a sobrinha, no estacionamento do Cento de Saúde São Domingos, no último dia 26.

Conforme a polícia, Carvalho declarou que assassinou Raquel por que ela teria lhe passado o vírus HIV. O suspeito disse ainda que uma irmã o conveceu a se entregar, na noite da última terça-feira (14), em Guarulhos (SP). Sérgio Luiz Carvalho cumpria pena no regime semiaberto desde 2007, quando foi condenado pelo homicídio do sogro. Em depoimento, explicou que saiu da penitenciária em horário de trabalho para matar Raquel Nascimento.

Durante a apresentação desta quinta-feira, o delegado Rui Pegolo, titular do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa de Campinas, disse que o suspeito declarou que, desde 2007, só se relacionava com a sobrinha. E acredita que ela teria o infectado. O delegado disse que pedirá um exame para confirmar se Carvalho tem HIV, mas descartou a possibilidade de exumar o corpo de Raquel.

Imagem: Reprodução

Com informações do Notícias ao Minuto

Redação Z1

Redação Z1

Adicionar comentário

Clique aqui para deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tempo em Indaiatuba

Trattoria do Vinho

GJR Reparos e Manutenções

GJR Reparos e Manutenções

Alecrim Refeições – Quentes e Congelados – Delivery

Grenelle

Horóscopo

Cotação do Dólar