Tragédia

Terremoto em cidade iraniana na fronteira com Iraque deixa centenas de mortos

Redação
Escrito por: Redação
Até o momento não foi possível quantificar os danos pois a rede telefônica e o sistema de energia elétrica foram afetados pelo tremor, segundo Akbari.

Centenas de pessoas morreram neste domingo  na cidade de Ghasr Shirin, na província de Kermanshah, no oeste do Irã, por causa do terremoto de magnitude 7,3 na escala Richter que sacudiu a fronteira do país persa com o Iraque. o. As informações são da Agência EFE.

O último número de vítimas foi divulgado pelo subdiretor da Organização de Gestão de Crises do Irã, Morteza Akbarpour, citado pela emissora de televisão estatal.

Anteriormente, o governador de Ghasr Shirin, Faramarz Akbari, e o diretor dos Serviços de Emergência do Irã, Pir Hossein Kolivand, informaram que duas mortes tinham sido confirmadas.

Até o momento não foi possível quantificar os danos pois a rede telefônica e o sistema de energia elétrica foram afetados pelo tremor, segundo Akbari.

O terremoto aconteceu às 18h18 GMT (16h18 de Brasília), perto da cidade iraquiana de Halabja, na região fronteiriça com o Irã, a uma profundidade de 33,9 quilômetros, informou hoje o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).

O Centro Sismológico da Universidade de Teerã, por sua vez, indicou que o terremoto no Irã foi de magnitude 4,5 e seu epicentro foi situado a uma profundidade de oito quilômetros na província de Kermanshah.

O Irã tem grande atividade sísmica e sofre terremotos com frequência. Os mais graves registrados até hoje ocorreram em dezembro de 2003 e em junho de 1990, e mais de 30 mil pessoas morreram em cada um deles. Com informações da Agência Brasil.

Imagem de capa:

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: