Delson Luiz F. Leite Transformação Digital

Remarketing: veja como usá-lo a seu favor

Delson Luiz
Escrito por: Delson Luiz

Por Delson Luiz F. Leite – Assim como o nome sugere, o remarketing é uma forma de ter uma segunda chance com um usuário que entrou em seu site, mas não efetuou uma ação. O seu uso correto pode gerar muitas conversões para a sua página. Veja como usá-lo a seu favor.

O QUE É?

O remarketing ou retargeting é uma ferramenta do Google Adwords que marca e identifica os usuários que já visitaram o seu site. Ele tem como objetivo exibir os seus anúncios com mais frequências quando esses usuários visitam outros sites que aceitam anúncios de display. Simplificando, sabe quando você vê um produto em um site, mas não efetua a compra por algum motivo, mas ele o persegue por semanas aparecendo em quase todas as páginas que você abre?  Saibam não é perseguição nem bruxaria, isso é remarketing.

COMO FUNCIONA?

Quando um visitante acessa o seu site, cria-se uma marcação para ele utilizando um cookie que fica gravado em seu computador. É esse cookie o responsável por intensificar a exibição dos anúncios quando o usuário visita outros sites e blogs que exibem anúncios do Google. A técnica do remarketing é considerada boa porque por meio dela é possível expor os usuários em contato com a sua oferta mais vezes até que ele tenha a decisão de compra.

QUEM DEVE USAR?

Na maioria das vezes, o remarketing é usado para e-commerce que possui produto s com um alto ou médio valor agregado. Ele costuma funcionar mais com produtos e serviços pelos quais o consumidor precisa pensar muito antes de tomar a decisão da compra. São aqueles casos em que o cliente fica ´namorando´ antes de comprar. Na maioria dos casos, após um curto período, a conversão é realizada, afinal o remarketing serve para enviar a mensagem certa a pessoa certa.

PRINCIPAIS VANTAGENS DO REMARKETING

*Alcançar as pessoas que estão propensas a comprar.

O remarketing alcança as pessoas quando elas estão pesquisando o seu produto ou serviço ou assemelhados a ele.

*Criar listas personalizadas para metas de publicidade.

Criando listas você consegue fazer a sua publicidade ser muito mais efetiva. Por exemplo, ao criar uma lista de ´pessoas que abandonaram o carrinho de compras´ para que seu produto apareça para elas, você as incentivará a voltarem para seu site.

*Alcance em grande escala

Com o remarketing é possível alcançar as pessoas enquanto elas usam a pesquisa no Google ou navegam em outros sites.

*Criação de anúncios

É possível criar vários anúncios gráficos, de texto e em vídeo gratuitamente com a galeria de anúncios. Com as campanhas de remarketing dinâmico, é possível criar anúncios dinâmicos que combinam seu feed com os layouts da galeria de anúncios.

*Insights sobre sua campanha

Você consegue analisar relatórios de desempenho das campanhas, onde seus anúncios estão sendo exibidos e quanto está pagando.

CONFIGURANDO O REMARKETING

Se usa o Adwords, você mesmo pode confirmar o remarketing do seu site. Porém, antes de começar, é preciso é preciso saber que algumas categorias de sites e aplicativos não podem usar o remarketing. Para saber se você se enquadra nelas, acesse o canal de suporte do Google Adwords. Se o seu site estiver de acordo com as normas, será preciso escolher um tipo de campanha para ele. Veja quais são as principais.

CAMPANHAS DA REDE DE DISPLAY

Para usar o remarketing na Rede de Display, escolha “Apenas na Rede de Display” > “Objetivos de marketing” > “Impulsionar ação” > “Comprar no seu website” ao criar sua campanha.

CAMPANHAS DA REDE DE PESQUISA

Para usar as listas de remarketing em anúncios da Rede de Pesquisa, escolha “Apenas na rede de Pesquisa – todos os recursos” como seu tipo de campanha ao criar sua campanha “Apenas na Rede de Pesquisa – padrão” ou “Rede de Pesquisa com exibição em Display – padrão”, não poderá adicionar listas de remarketing à sua campanha.

Após escolher a campanha, adicione a tag de remarketing a todas as páginas do seu site ou ao seu aplicativo. A tag é um pequeno snippet de código que você recebe do Google AdWords. Feito isso, o próximo passo é criar as suas listas de remarketing. Você pode criar uma lista segmentada em diversas categorias ou público-alvo. Por exemplo, se você tem uma loja de roupas, pode criar lista para homens, mulheres e crianças, para que os anúncios sejam diferenciados e direcionados conforme o público.  Existem várias formas de usar o remarketing no AdWords. Veja quais são elas para entender como os seus anúncios poderão serem exibidos:

REMARKETING PADRÃO

Os anúncios são exibidos a visitantes anteriores quando eles navegam em sites da rede de display e usam apps dessa rede.

REMARKETING DINÂMICO

São anúncios que incluem produtos ou serviços que as pessoas viram no seu site. É um método muito utilizado.

REMARKETING PARA APLICATIVOS

Os anúncios são exibidos para pessoas que já usaram o seu app ou site em dispositivos móveis enquanto usam outros aplicativos.

LISTAS DE REMARKETING PARA ANÚNCIOS DA REDE DE PESQUISA

Os anúncios são exibidos a visitantes anteriores enquanto continuam pesquisando o que precisam no Google depois de sair do seu site.

REMARKETING EM VIDEO

Os anúncios são exibidos para as pessoas que interagirem com os seus vídeos ou seu canal do YouTube.

REMARKETING DE LISTA DE E-MAIL

Aqui é necessário ter uma lista de contatos e fazer o upload dos e-mails oferecidos pelos clientes. Quando essas pessoas estiverem conectadas ao Google, YouTube ou Gmail, será possível exibir anúncios para elas.

Bom fico por aqui, semana que vem darei continuidade abordando o Tema GOOGLE ADWORDS não percam…

Forte abraço e até lá…

Consultor Executivo de Transformação Digital     www.einsofti.com

Imagens:Reprodução

Sobre o autor

Delson Luiz

Delson Luiz

Consultor Executivo TI – formado pela Universidade Mackenzie em Engenharia da Computação, Pós Graduado pela USP Escola Politécnica em Administração, 56 anos dos quais 40 em TI consolidada experiência em TI - Consultoria e Assessoria em Operação, Segurança, Desenvolvimento, Suporte e Treinamento, atuando em organizações de renome como: EDS 1.989-1991 e 2001 -2003, HP Hewlett Packard 1.995-1996, Andersen Consulting/Accenture 1997-2001, Compuware 2004-2005, Siemens IT 2.006-2009, Lógica/CGI 2011-2015 e desde 2016 é CEO da EinSofTI Tecnologia da Informação (Indaiatuba SP) especializada em Consultoria em Transformação Digital (Cloud Computing + Inbound Marketing) e Serviços especializados em Software.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: