Indaiatuba

Promovida pela Secretaria de Cultura a 3ª Mostra de Artes Cênicas acontece de 03 a 26 de novembro

Redação
Escrito por: Redação
 Apresentações ocorrem no Ciaei, Piano, ruas e praças do município

Promovida pela Secretaria de Cultura a 3ª Mostra de Artes Cênicas acontece de 03 a 26 de novembro. As apresentações serão alocadas na Sala Acrísio de Camargo (Ciaei), no Novo Centro Cultural Morada do Sol (Piano), em ruas ou praças do município. A Mostra reúne espetáculos de grupos estudantis e de rua sediados em Indaiatuba, selecionados e/ou convidados, nos seguintes formatos: Mostra Estudantil; Mostra de Grupos de Indaiatuba e Mostra de Espetáculos adultos e para crianças. Confira a programação abaixo.

Todos os inscritos foram avaliados pela Comissão de Seleção composta por Cristina Mutarelli, Roney Facchini e Cláudio Mendel, todos profissionais da área teatral. Os grupos selecionados, com exceção dos estudantis, receberão uma ajuda de custo que varia de R$ 1.700,00 a R$ 2.700,00, conforme a distância e localização dos participantes.

Classificados:

Espetáculo: Mãe de UTI – Grupo Cia Cerne de Teatro de São João de Meriti/ RJ. Grupos de Indaiatuba e Teatro de Rua:  Espetáculo: As Aventuras do Vaqueiro Benedito – Grupo Mamulengo Vagamundo; Espetáculo – Plástico para toda Obra – Grupo O Quintal de Fulana e Melão; Espetáculo: Brosogó, Militão e o Diabo Palhaço – Grupo de Palhaços Gandaiá; Peça: Borandá – Grupo Anankê; Peça: Gestos de Equilíbrio – Grupo Coletivo Fleuma; Peça: Tribobó City – Grupo Cia Teatral Valeu a Pena; Peça: A proposta – Grupo Sléz; Peça: Bastidores em Cena – Grupo Enrolados; Peça: Delírio – Grupo: Em Conflito; Peça: Negócio de Família – Grupo: Fântaso; Peça: Bem Casados – Grupo: Os Atores.

Sobre os Jurados

Cristina Mutarelli – Atriz, diretora de teatro, dramaturga, poeta, professora de artes cênicas e artista plástica, essa paulistana é conhecida por sua veia cômica e trabalhou com diretores como Naum Alves de Souza, José Possi Neto e José Celso Martinez Corrêa. Foi por dois anos da trupe de Paulo Autran, é autora do premiado monólogo Pai, encenado por Bete Coelho e dirigido por Autran no início dos anos 2000, e participou ainda como performer de duas Bienais Internacionais de São Paulo. Nos anos 90, fundou o Studio Cristina Mutarelli, escola de interpretação por onde passaram Didi Wagner, Alice Braga e Roger Gobeth, entre outros. Cristina foi a Pink da novela Morde e Assopra e atualmente está na novela infantil Carinha de Anjo.

 

Roney Facchini é um ator que atua em televisão, teatro e cinema. Seu último papel em teatro foi no premiado musical Urinal e,no cinema, no filme Polícia Federal, sempre com elogiadas atuações.  De 1989 a 1992 Roney trabalhou na TV Cultura e participou do principal programa daquela emissora, que era o “Rá-Tim-Bum”. Depois, continuando em televisão, foi para a TV Record, em 1995 e entrou na novela: “As Pupilas do Senhor Reitor”. No mesmo ano, fez na TV Cultura: “Telecurso 2000”. Em 2005, foi para a Rede Globo e participou de: “Carandiru, Outras Histórias”. No mesmo ano fez a novela: ” Bang Bang” e o seriado: ” A Diarista”. Em 2008, entrou na novela juvenil: “Malhação”. Em 2009, fez a novela “Caras e Bocas”. Em 2010, fez participações especiais em “SOS Emergência”, “Separação?!” e “Diversão e Cia”, todos na Globo.  Em 2011, na mesma emissora, fez a microssérie “Amor em 4 Atos” e o seriado “Macho Man”. E após participações especiais diversas, esteve no seriado “A Teia”, em 2014.

Em cinema, Roney Facchini fez, em 1989: “Lua Cheia”. Em 90: “Beijo 2348/72″. Em 91: “Não Quero Falar Sobre Isso Agora”. Em 2005: “O Caderno “Rosa de Lori Lamby” e “Eliana e o Segredo dos Golfinhos”.

No teatro, dentre outras, Roney Facchini fez: “Gato Por Lebre”,”Os Mistérios do Sexo”, “Tudo O Que Você Precisa Saber Para Acabar Com Seu Casamento”, “Alguém Escreveu Isso”, “De Repente Num Rompante”, ” Elas São Do Baralho” e ” Ricardo III”.

Claudio Mendel – É ator, diretor e produtor cultural. Um dos fundadores da Cia Teatro da Cidade e do Centro de Artes Cênicas (CAC) Walmor Chagas. Já dirigiu mais de 30 espetáculos e foi responsável pela criação de luz de dezenas de montagens. Atuante na área teatral, desde 1970, participou de forma significativa na criação de várias instituições culturais, como a Cooperativa Paulista de Teatro, em São Paulo, e a Fundação Cultural Cassiano Ricardo, em São José dos Campos. Foi presidente da Cotaesp (Confederação de Teatro Amador do Estado de São Paulo) e conselheiro da Confenata (Confederação Nacional de Teatro Amador) e fez curadoria de vários festivais nacionais de teatro. Em 2009, conquistou o título de cidadão da cidade de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, como reconhecimento ao seu trabalho no teatro paulista há mais de 30 anos. Desde maio de 2014 é Diretor do Educa Mais Jacareí, complexo educacional que possui um Teatro com 700 lugares.

Programação:

Dia 03: BORANDÁ
Grupo Anankê
Direção: Marli Lopes
Horário: 20h
Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol
Classificação etária: Livre
Borandá é composto por três sagas que expõem diferentes visões sobre o processo migratório, a partir dos personagens Tião Cirilo, João de Galatéa e Maria Délia. Reune em um só espetáculo comédia, drama e lirismo, numa narrativa que apresenta total semelhança com a vida de tantos brasileiros e brasileiras que cruzam e descruzam o chão deste país. Construída toda a partir de elementos de teatro narrativo, Borandá compõe um painel épico do homem e da mulher migrantes. Quatro atores e duas atrizes, com elementos mínimos de cena, respondem pelos inúmeros personagens que apresentam as três sagas.

 

Dia 04: MÃES DE UTI
Cia Cerne
Direção: Vinícius Baião
Autor: Vinícius Baião
Horário: 20h
Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol
Classificação etária: 12 anos

A partir de relatos reais colhidos através de entrevistas realizadas pela Cia. Cerne com mães de prematuros extremos (bebês nascidos antes dos 6 meses), a peça aborda na fronteira entre a ficção e a realidade, as dores , angústias e alegrias por que passam milhares de mulheres que diariamente vivem a experiência de fazer da UTI neonatal o seu lar enquanto acompanham seus bebês.

 

Dia 05: NEGÓCIO DE FAMÍLIA
Grupo Fântaso
Direção: Márcio Guimarães
Autor: Tiago Marcon baseado na obra de Dejair Cardoso da Silva
Horário: 17h
Local: Sala Acrísio de Camargo
Classificação etária: 16 anos

Nessa comédia, uma família à beira da falência busca alternativa para ganhar dinheiro. As tentativas não dão certo e quando estão quase desistindo recebem uma proposta nada convencional e precisam decidir entre se conformar com menos ou se juntar coma vizinha e assumir um Negócio de Família.

 

Dia 10: A PROPOSTA
Grupo Sléz
Direção: Elias Raimundo dos Santos
Autor: Elias Raimundo dos Santos
Horário: 20h
Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol
Classificação etária: 12 anos
A peça conta a história de um casal que já viveu um grande amor e hoje não passa de ódio e ressentimentos. Ele um homem ganancioso e persuasivo, ela não quer trabalhar e sua vida se resume em salão de beleza e academia. As coisas não estão nada fáceis para o casal, as contas chegando, as dívidas aumentando e nada de emprego.

 

Dia 11: PLÁSTICO PRA TODA OBRA
Grupo: O Quintal de Fulana e Melão
Direção: Naélia Forato e Romulo Osthues
Autor: Naélia Forato e Romulo Osthues
Horário: 10h
Local: Praça Dom Pedro II
Classificação etária: Livre

O espetáculo registra a importância de se valorizarem os materiais plásticos dando-lhes uma segunda oportunidade antes de seguirem para a reciclagem. Os palhaços dão funções novas e os usam como objetos de cena para promover a reflexão sobre o reaproveitamento, provocando o encantamento na platéia por meio da surpresa, estimulando o imaginário da mesma.

 

Dia 11: BROSOGÓ, MILITÃO E O DIABO PALHAÇO
Grupo de Palhaços Gandaiá
Direção: Fabio Pimenta
Autor: Patativa do Assaré
Horário: 11h
Local: Praça Dom Pedro II
Classificação etária: 10 anos

Esta peça une a arte da palhaçaria com a oralidade e a profundidade do cordel de Patativa do Assaré. Música, voz, corpo e objetos de um palhaço trovador dão vida a este causo e geram um espação de comunhão e de reflexão entre artista e espectadores. O riso acompanha a história contada, mas ela trata de um tema sério.

 

Dia 11: SOMBRIO GÊMEAS
Cia Pinanbeba
Texto: Alessandro Toller
Orientação Cênica: Luiz Fernando Marques
Horário: 20h
Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol
Classificação etária: 12 anos
A garota e sua irmã. Estranheza, reconhecimento, repulsão, fascinação, a solidão acompanhada, a companhia que desencadeia a solidão. Somos a mesma pessoa o tempo todo? A garota e sua irmã são duas pessoas, buscando encontrar uma a outra, ou é a garota e seu duplo? O duplo que está ausente e presente ao mesmo tempo, o
duplo que vira sua imagem, sua companhia, sua liberdade ou sua prisão. Quando acidentes ou coincidências acontecem, podemos não saber onde termina o nosso ser e onde começa o ser do outro.

 

Dia 12: BEM CASADOS
Grupo Os Atores
Direção: Moa Almeida
Roteiro: Moa Almeida
Horário: 17h
Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol
Classificação etária: 12 anos

Bem Casados é uma comédia que conta a história de Vinicius um fotógrafo que tem ao seu lado desde infância, seu fiel amigo, Nicolas. Parceiros de bar eram tão inseparáveis que até nas enrascadas se metiam juntos, a cumplicidade era tamanha que até se casaram na mesma data. Com uma divertida história regada a vária emoções que o grupo aborda temas que envolvem casamento e amizade verdadeira.

 

Dia 18: GESTOS DE EQUILÍBRIO
Coletivo Fleuma
Direção: Marcus Mazieri
Autor: Marcus Mazieri
Horário: 20h
Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol
Classificação etária: Livre

Gesto: movimento do corpo, voluntário ou involuntário, que revela estado psicológico; expressão singular que se mostra em alguém ou em um semblante; maneira do humano de se manifestar; ação. ‘Gestos de equilíbrio’ é a exploração de um artista, através do seu complexo corpo-mente, do conceito de equilíbrio. Este estaria no movimento ou na imobilidade? Na horizontal ou no vertical? No interior ou no exterior? Na resposta ou na pergunta? Poderia o gesto revelar um estado além?

 

Dia 19: AS AVENTURAS DO VAQUEIRO BENEDITO
Grupo: Mamulengo Vagamundo
Direção: Antonio Augusto de Albuquerque Leitão
Roteiro: Antonio Augusto de Albuquerque Leitão
Horário: 16h
Local: Saguão da Sala Acrísio de Camargo
Classificação etária: Livre

Conta as aventuras de um boiadeiro nordestino e sua esposa que está grávida. Todos os personagens da peça são bonecos que relembram a cultura nordestina. Benedito, Margarida e o boi estrela fogem da fazenda do Capitão João Redondo. Chegando à cidade buscam abrigo entre a população. O capitão os persegue e a todos que se colocam no caminho. A criança nasce entre lutas e celebrações.

 

Dia 19: TRIBOBÓ CITY
Cia Teatral Valeu a Pena
Direção: Bbeth Forini
Texto: Maria Clara Machado
Roteiro:Bbeth Forini
Horário: 17h
Local: Sala Acrísio de Camargo
Classificação etária: Livre
A pacata Tribobó City está em festa. O prefeito acaba de anunciar a construção da tão sonhada estrada de ferro, mas uma misteriosa gangue de pistoleiros descobre ouro nas terras de Tribobó e essa valiosa descoberta vai mudar os rumos da cidade. Tudo isso com muito bom humor e muita música.

 

Dia 21: BASTIDORES EM CENA
Grupo Enrolados
Direção: Junior Grotto
Roteiro: Junior Grotto
Horário: 20h
Local: Sala Acrísio de Camargo
Classificação etária: Livre

Cansado das reclamações e atrasos dos integrantes de um grupo teatral, o diretor decide escalar os atores de acordo com o comprometimento dos mesmos, o que gera muito atrito e confusão entre eles após verem os personagens de cada um em Romeu e Julieta. Com improvisos, brigas e muita risada, cenas descontraídas seguem até que várias reviravoltas no enredo irão dividir o grupo entre os que querem e não querem se apresentar.

Dia 25: DELÍRIO
Grupo Em Conflito
Direção: Lukas Menddes
Autor: Victor Braz
Horário: 20h
Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol
Classificação etária: 14 anos

Uma loucura na praça mostra as confusões na vida de João Carrapato, um falso mendigo que no decorrer da trama desperta o preconceito social da parte de todos os outros personagens. No final da peça revela-se que João Carrapato é considerado o terceiro homem mais rico do planeta.

 

Dia 26: A BRUXINHA QUE ERA BOA
Grupo de Teatro da Secretaria de Cultura
Direção: Gerê Canova
Autor: Maria Clara Machado
Horário: 16h
Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol
Classificação etária: Livre

A peça conta a história da bruxinha Ângela, uma bruxinha diferente, que estuda na Escola de Maldades da Floresta: ela sempre se atrapalha ao tentar fazer maldades, ao contrário de suas colegas da Escola. Todas querem ganhar a fabulosa vassourinha a jato, prêmio para a bruxa mais malvada.

Dia 26: O ELIXIR
Cia Divas e Primos
Direção: Henrique Steve
Autor: Henrique Steve
Horário: 19h
Local: Sala Acrísio de Camargo
Classificação etária: 12 anos

A comédia escrita e dirigida por Henrique Steve gira em torno das trapaças criadas pela personagem Dadá excêntrica e trambiqueira, que deseja ganhar dinheiro fácil com a fórmula de um elixir fajuto de uma cigana que promete mudar a personalidade das pessoas.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Indaiatuba

Imagem de capa: Reprodução/Kleber Patricio

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: