Arquitetura e Design Hipólito Oliveira

Piscina de vidro: leve e agradável

Por Hipólito Oliveira – A piscina de vidro, ou seja, com algum ou vários de seus lados transparentes, é cada vez mais comum pelo aspecto leve e agradável que proporciona aos espaços, devido à visão da água.

Efeitos da piscina de vidro

O vidro pode estar presente em apenas uma ou em todas as laterais, e até mesmo no fundo da piscina, caso ela esteja suspensa sobre um vão ou sobre um ambiente. Quando a lateral de vidro fica exposta para uma área externa, o resultado é a valorização do quintal ou jardim através da leveza do vidro e do aspecto agradável e chamativo da água, especialmente se existir algum tipo de iluminação dentro da piscina.

Já nos casos em que o vidro fica em contato com um ambiente interno o efeito criado é o da passagem indireta da luz, o qual deixa a ambientação agradável e dinâmica.

E quando a piscina de vidro está sobre um grande vão, com o fundo transparente, o resultado é bem inusitado para quem está dentro da piscina, pois ela tem a sensação de estar voando.

Qual vidro utilizar na piscina de vidro

Primeiro inicie por um projeto detalhado, com o qual se analisa o local onde ela será construída, bem como feitas as medidas necessárias para que ela seja bem resistente e segura aos moradores. Este projeto deve ser feito por empresa especializada, que vai realizar todas as etapas de construção e montagem da piscina de vidro visando sempre a segurança e harmonia arquitetônica.

O vidro utilizado na execução da piscina de vidro é o laminado, e ele se diferencia do laminado comum das construções e mobiliário pela sua espessura, que aumenta conforme a profundidade da piscina e a largura de cada peça. Existem piscinas de vidro em que a espessura do material chega a até 80cm, como em uma piscina de vários metros de profundidade e largura com uma peça única de mais de 5 metros por exemplo. Em piscinas comuns basta que o vidro seja um pouco mais grosso do que o comum, e tenha várias camadas de películas intercaladas com as chapas de vidro, impedindo assim a ruptura total da peça, mesmo no caso de rachaduras. Mesmo assim, qualquer dano ao material precisa ser reparado, e a espessura correta do vidro é calculada por profissionais especializados.

Cuidados na execução de uma piscina de vidro

Alguns cuidados são essenciais para a qualidade de execução da piscina de vidro, e é importantíssimo que eles sejam tomados por questões de segurança e também para que a manutenção da piscina não se torne um problema:

– As estruturas da piscina, como a base e eventuais laterais de concreto, bem como as ferragens e que dão sustentação ao vidro, precisam ser devidamente dimensionadas de acordo com a resistência de cada material e das medidas das peças.

– Os quadros ao redor dos vidros, se existirem, devem estar nivelados e totalmente planos, para que ao encher a piscina eles não fiquem torcidos ou deformados de qualquer maneira, o que ocasionaria quebra do vidro.

– Cada peça de vidro deve estar em perfeitas condições, até mesmo nas bordas, pois qualquer pequena irregularidade interfere na resistência do material, que é extremamente necessária quando a piscina está cheia.

Imagens: Reprodução/Internet

Fontes:

http://dicasdearquitetura.com.br/piscinas-de-vidro/

http://www.vaicomtudo.com/piscinas-de-vidro.html

 

Sobre o autor

Hipolito Hipolito Oliveira

Hipolito Hipolito Oliveira

Arquiteto urbanista, paisagista, design de interiores e perito em arquitetura. Nascido em São Paulo SP, reside atualmente na cidade de Indaiatuba SP. Atuando há trinta anos com projetos residenciais, corporativos e industriais.
www.arquitetohipolito.com.br

1 Comentário

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: