Futebol Brasil

Palmeiras não encanta, mas vence jogo-treino com gol de Willian

Redação
Escrito por: Redação

Não valeu três pontos, mas o Palmeiras venceu sua primeira partida da temporada. Nesta sexta-feira, em jogo-treino na Academia de Futebol, o Alviverde bateu o Atibaia, time da Série A3 do Campeonato Paulista, por 1 a 0. Em três tempos de 35 minutos, o único gol foi marcado por Willian, na segunda etapa.

Na primeira parte da atividade, Roger Machado escalou o que entendeu ter de melhor e, a principal surpresa na formação ficou por conta do goleiro Weverton, que ganhou a vaga de titular. Edu Dracena e Moisés, que estenderão suas pré-temporadas, não ficaram à disposição.

Assim, o Verdão teve Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Tchê Tchê; Keno, Lucas Lima e Dudu; Borja. Ainda na primeira etapa, por conta de problemas físicos, Victor Luiz e Willian entraram nas vagas de Diogo Barbosa e Keno.

om seus principais atletas em campo, o Palmeiras não jogou bem. Surpreso com a marcação alta do Atibaia, a equipe não teve poder de criação e mostrou muita dificuldade na saída de bola. Mesmo assim, em nenhum momento a equipe usou o chutão como recurso.

Ao final dos primeiros 35 minutos, o Atibaia havia finalizado quatro vezes, contra nenhuma do Palmeiras. A se destacar do lado alviverde, apenas a movimentação de Lucas Lima, que buscou o jogo, e o posicionamento estabelecido por Roger Machado.

Ao contrário do esperado, Tchê Tchê não atuou ao lado de Felipe Melo como volante, mas formando uma dupla de meias com Lucas Lima. A escolha se mostrou perigosa nos momentos em que o Atibaia pôde pegar a defesa palmeirense desarrumada. No ataque, Borja quase não pegou na bola, e Dudu e Keno estiveram apáticos, ainda sem ritmo de jogo.

Entre os reservas, Willian faz o gol da vitória

No segundo tempo, Roger Machado manteve apenas Willian e Victor Luiz no time, e trocou os outros nove atletas. Assim, o Palmeiras atuou com Fernando Prass; Mayke, Emerson Santos, Juninho e Victor Luiz; Thiago Santos e Bruno Henrique; Michel Bastos, Guerra, Willian; Deyverson.

Mais uma vez, o Verdão não fez uma boa apresentação. De positivo, apenas o cumprimento dos quadrantes estabelecidos por Roger Machado. Duas linhas cruzavam o campo paralelas à lateral, formando corredores. Nestes, quando o lateral avançava com a bola, o ponta deveria deixar o espaço aberto e se deslocar para o meio, onde poderia fazer uma tabela.

Outras duas linhas cruzavam o meio-campo paralelas à que divide o gramado. Neste mesmo quadrante, os três atletas de meio-campo deveriam se posicionar próximos um do outro, propiciando passes rápidos de apoio para furar o bloqueio adversário.

Não foi assim, porém, que o Verdão abriu o placar. Em jogada de acaso, Willian buscou a diagonal do ataque e tentou um passe para Michel Bastos. A bola bateu no zagueiro e sobrou para o atacante, que dividiu com o goleiro e marcou o único tento do duelo.

Imagem: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Com informações da Gazeta Esportiva

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: