Z1 Cidades

Itu: Suspeitos de roubarem joias e fazer mãe de deputado refém são presos

Redação
Escrito por: Redação
Polícia Militar prendeu dois homens que teriam participado do crime no dia 10 de outubro. Suposta parte dos objetos foi localizada com comprador de Sorocaba, que irá responder por receptação.

A Polícia Militar prendeu na tarde desta quarta-feira (1º) três homens suspeitos de roubarem a loja e fazer refém a mãe, de 82 anos, do deputado federal Herculano Passos, no dia 10 de outubro, em Itu (SP).

De acordo com a Polícia Militar, inicialmente dois dos suspeitos – ambos de 30 anos – foram presos de forma simultânea nas casas deles. Um foi localizado no bairro Varejão e o outro no bairro Cidade Nova.

Um deles era procurado pela Justiça por roubo e usava nome falso. Com a dupla, a Polícia Militar encontrou celulares e um revólver calibre 38.

Além deles, também foi preso um idoso de 67 anos em Sorocaba (SP). Ele é suspeito de ter comprado as joias roubadas avaliadas em R$ 200 mil por R$ 10 mil e depois revendido para um comprador de ouro na Praça da Sé, em São Paulo.

Segundo o relato do idoso à polícia, ele não sabia que o material era roubado. Ele foi localizado após um dos ladrões contar à polícia sobre a participação dele na negociação.

Ainda segundo a PM, foi apreendido no escritório dele, na rua da Penha, em Sorocaba (SP), e na casa, em Salto de Pirapora (SP) parte do material que seria da vítima. Ele deve responder pelo crime de receptação.

A ocorrência foi apresentada na delegacia Central de Itu e a investigação segue para tentar prender outros dois ladrões que participaram do roubo.

A ação

No dia, o grupo armado entrou na loja e fez a idosa de 82 anos refém, na Praça Duque de Caxias, em frente ao quartel do Exército. A Polícia Militar na ocaisão disse que a proprietária e três funcionárias da loja também foram abordadas.

Os bandidos invadiram o local e levaram joias, dinheiro, cheques, roupas, celulares e o carro de uma das funcionárias. O deputado federal e filho da vítima contou no dia que os ladrões ameaçaram cortar os dedos dela e incendiar a loja, caso o cofre não fosse aberto.

A casa da idosa fica nos fundos do comércio, para onde as vítimas foram levadas e trancadas no banheiro. Após prenderem as mulheres, os criminosos retiraram as câmeras de segurança da residência e da loja, junto com os arquivos de monitoramento.

Imagem:  Google Street View/Reprodução

Com informações do G1

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: