Futebol Brasil

Em duelo decisivo contra a degola, Coxa e Macaca ficam no empate

Redação
Escrito por: Redação

Em um duelo com cara de decisão entre dois times lutando contra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, Coritba e Ponte Preta ficaram no empate em 1 a 1, no estádio Couto Pereira. O resultado não foi tão bom para o Coxa, que chegou aos 40 pontos e segue na 15ª colocação, mas pior ainda pra a Macaca, que soma apenas 36 pontos, na 18ª posição.

Depois de um primeiro tempo que passou em branco, a equipe paulista abriu a contagem aos 19 minutos, com Léo Gamalho aproveitando escanteio para desviar. Dois minutos depois, Yan Sasse empatou para a equipe da casa.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o Flamengo, quinta-feira, no estádio Couto Pereira, na capital paranaense. Já a Ponte Preta terá pela frente o Atlético Paranaense, quarta-feira, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

O jogo – OS times começaram a partida se estudando ameaçando as primeiras estocadas, mas sem sucesso. Aos seis minutos, Carleto fez a tabela com Rildo, que devolveu com categoria para o lateral, que não esperava o bote certeiro da defesa alvinegra. Aos nove minutos, Henrique Almeida apareceu por de trás da zaga paulista, recebeu e cruzou para Rildo, que não alcançou a bola e desperdiçou uma ótima oportunidade.

O jogo era bastante cadenciado, com o Alviverde tentado chegar aos poucos pela lateral do campo. A Ponte, por sua vez, sem conseguir penetração na defesa adversária, tinha no chute de longe sua principal arma. Aos 18 minutos, Lucca tentou achar espaço e carimbou a zaga. Aos 24 minutos, Rodrigo cobrou falta e a bola subiu demais, pela linha de fundo.

A Macaca aumentou o ritmo e chagava mais do que os donos da casa. Aos 32 minutos, Léo Gamalho deixou para Danilo, que cruzou na medida para Cléber subir e afastar para escanteio. O torço veio aos 34 minutos, com Henrique Almeida, que avançou com a bola e disparou o chute para defesa segura de Aranha. Polêmica aos 35 minutos, com Tiago Real sendo desequilibrado na área. O árbitro mandou o jogo seguir.

Depois do intervalo, o Coxa voltou com Kléber Gladiador no lugar de Jonas. Em sua primeira tentativa, aos quatro minutos, o atacante arriscou quase da intermediária, nas mãos de Aranha. Aos nove minutos, Rildo recebeu na párea, ajeitou para Henrique Almeida, que chegou na frente no gol e furou.

Na segunda etapa o Coxa se arriscava mais no campo de ataque, mas deixava espaços para a Macaca explorar. Aos 13 minutos, Léo Arthur tentou o chute colocado e a bola foi direto pela linha de fundo. Aos 17 minutos, foi a vez de Kléber receber um tranco na área e ficar pedindo a penalidade, sem ser atendido. Porém, aos 19 minutos, Léo Gamalho aproveitou cruzamento na primeira trave para desviar e abrir a contagem para a Ponte. Não deu tempo nem para comemorar, e aos 21 minutos, Yan aproveitou confusão na área para pegar sobra e chutar para empatar.

A partida era equilibrada e muito disputada no Alto da Glória. Aos 26 minutos, pressão coxa-branca, que terminou na cabeçada de Alan Santos por cima da meta. A Macaca respondeu, aos 30 minutos, com Danilo soltando uma bomba para defesa de Wilson. Aos 32 minutos, Kléber pegou de primeira para certar a rede, pelo lado de fora. Aos 40 minutos, Lucca cobrou falta e a bola passou raspando o poste. Resultado foi ruim para os dois times, mas pior para o Alvinegro.

CORITIBA 1 X 1 PONTE PRETA

Local: estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 12 de novembro de 2017, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartões amarelos : Jonas, Rildo (Coritiba); Naldo (Ponte Preta)

Gols
CORITIBA: Yan, aos 21 minutos do segundo tempo
PONTE PRETA: Léo Gamalho, aos 19 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Wilson, Léo, Werley, Cleber Reis e Thiago Carleto; Jonas (Kléber), Alan Santos, Tiago Real e Yan (Getterson); Rildo e Henrique Almeida (Daniel)
Técnico:: Marcelo Oliveira

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Yago, Rodrigo e Jeferson; Naldo (Wendel), Léo Arthur (Saraiva), Elton e Danilo Barcelos; Lucca (Claudinho) e Léo Gamalho.
Técnico: Eduardo Baptista.

Com informações da Gazeta Esportiva.

Imagem de capa: Divulgação/CFC

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: