Futebol Internacional

Dinamarca goleia Irlanda e garante vaga na Copa do Mundo de 2018

Redação
Escrito por: Redação

A Copa do Mundo conheceu sua 30ª seleção classificada para o torneio. Nesta terça-feira, a Dinamarca goleou a Irlanda, na partida de volta das repescagens europeias, pelo placar de 5 a 1 e carimbou seu passaporte para o Mundial do ano que vem, na Rússia.

Depois do empate por 0 a 0 no primeiro confronto entre as duas equipes, na Dinamarca, tanto os donos da casa quanto os visitantes iam em busca de uma vaga na principal competição de futebol do mundo. A Irlanda queria assegurar presença em sua quarta disputa de Mundial, enquanto os dinamarqueses lutavam para voltar à Copa, que não disputavam desde 2006.

Os nórdicos contaram com uma grande atuação de seu principal jogador: Christian Eriksen, meia do Tottenham, anotou um hat-trick, marcando três gols e decidindo a partida em favor dos dinamarqueses.

Essa foi a última vaga europeia decidida para o Mundial na Rússia. A Dinamarca se junta ao grupo que tem a Suécia, Croácia e Suíça, também classificadas por meio das repescagens, além de Portugal, França, Sérvia, Islândia, Polônia, Inglaterra, Espanha, Alemanha e Bélgica, como seleções do continente garantidas na Copa do ano que vem.

O jogo – Diferentemente da partida de ida entre as duas seleções, os movimentos e jogadas ofensivas de cada um dos times enfim transformaram-se em gol. Logo aos cinco minutos de jogo, os mandantes abriram o placar em cobrança de falta.

Do campo defensivo, a bola foi alçada para a área. A defesa da Dinamarca não conseguiu afastar a bola e Jorgensen, ao tentar tirar, acabou errando o chute e lançando a bola para o adversário Duffy, que venceu a disputa de cabeça pelo alto e balançou as redes, inaugurando o marcador.

Os dinamarqueses, entretanto, não se abalaram e foram buscar o empate. Aos 28 minutos, Sisto fez grande jogada individual pela lateral e cruzou rasteiro para a área. A bola passou por todo o mundo e encontrou Christensen, do Chelsea, que escorou para o gol. A bola bateu na trave e em Christie, que acabou empurrando para as próprias redes, igualando o placar.

O gol da virada veio logo depois do tento de igualdade. Em jogada de contra-ataque em velocidade, Jorgensen tocou para Eriksen, que, de primeira, bateu com categoria, no ângulo e sem chances para o goleiro Randolph, marcando um golaço.

Na volta para a etapa final, precisando de dois gols para alcançar a classificação à Copa, a Irlanda veio com duas alterações ofensivas: os volantes Meyler e Arter foram substituídos por Hoolahan e McGeady, meias que iriam auxiliar na criação de jogadas.

Entretanto, quem voltou a marcar foi a Dinamarca. Sisto voltou a arrancar, dessa vez pelo meio, e novamente serviu Eriksen, que anotou outro golaço: o meia do Tottenham dominou na meia-lua e bateu colocado, tirando do goleiro, fazendo o 3 a 1.

O jogador do futebol inglês voltaria a marcar. Após lançamento de Jorgensen para a área, a zaga da Irlanda não conseguiu afastar e deu a bola de presente para Eriksen meter uma bomba para o fundo das redes e marcar o quarto gol.

Ainda tinha espaço para mais um: nos minutos finais do segundo tempo, já próximo dos acréscimos, Bendtner foi derrubado por McClean na área e o árbitro da partida assinalou a penalidade máxima. O próprio atacante foi para a cobrança e anotou o tento, dando números finais à partida e decretando a classificação dinamarquesa à Copa do Mundo.

Imagem: reprodução / Paul Faith/AFP

Com informações da Gazeta Esportiva

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: