Turismo

Cultura e boa arquitetura para curtir o feriado em São Paulo

Redação
Escrito por: Redação
“Alguma coisa acontece no meu coração.” A colunista Nara Grossi fala de alguns de seus edifícios preferidos em Sampa

Existe amor em SP! Nessa cidade efervescente e diversa, com tantas ofertas do que fazer, nem sempre é fácil escolher para onde ir, ainda mais quando a ideia é curtir o feriado . Para uma pisciana como eu, essa escolha é quase impossível! Para quem está nesse time de indecisos ou para quem quer fazer de tudo um pouco, aí vai a lembrança de cinco edifícios culturais que valem a pena como passeio. Alguns antigos, outros mais novos… prova de que um bom projeto,  bem articulado com a cidade, não tem idade para nos fazer feliz.

Vale do Anhangabaú, ao fundo edifício Mirante do Vale. Um bom ponto de partida para curtir o feriado
Reprodução/Nara Grossi

Vale do Anhangabaú, ao fundo edifício Mirante do Vale. Um bom ponto de partida para curtir o feriado

Sim, a ideia aqui é unir cultura e arquitetura, afinal de contas é muito legal quando um edifício além de oferecer atividades culturais interessantes também surpreende pela qualidade do espaço e pela beleza do projeto arquitetônico.  Isso faz a cidade se tornar mais interessante, mais segura e democrática. Depois de uma seleção ardorosa, chegamos nesses cinco queridinhos escolhidos para curtir o feriado de amanhã. Vamos circular?

1. Sesc 24 de Maio

Sesc 24 de Maio:  o centro da cidade agradece por esse belo edifício
Reprodução/Archdaily

Sesc 24 de Maio: o centro da cidade agradece por esse belo edifício

Recém inaugurado no centro da cidade, é um edifício de 1941, antiga sede da famosa Mesbla. Foi reformado e adaptado para atender ao programa do Sesc, como sempre repleto de atividades abertas ao público. Projetado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha em parceria com o escritório MMBB, tem espaço que emociona o olhar e valoriza o usuário, com direito a piscina na cobertura e visão 360° do centro de São Paulo. A construção e a vista, por si só, valem a visita! A exposição que está rolando é: “São Paulo não é uma cidade”.

2. Sesc Pompeia

Sesc Pompeia: um clássico da arquitetura paulistana. Impressiona pela força e delicadeza
Reprodução/Archdaily

Sesc Pompeia: um clássico da arquitetura paulistana. Impressiona pela força e delicadeza

Talvez uma das obras mais bonitas de São Paulo, quiçá do Brasil. Inaugurado em 1982, com projeto da arquiteta Lina Bo Bardi, o Sesc Pompéia ocupa uma antiga fábrica de tambores da década de 1930, por isso os galpões preservados com toda aquela generosidade espacial. Lugar incrível e delicioso de estar, para café ou almoço, perfeito para curtir o feriadão com a família e amigos.

3. Centro Cultural São Paulo

Centro Cultura São Paulo com suas rampas e generosidade na ocupação dos espaços
Reprodução/Archdaily

Centro Cultura São Paulo com suas rampas e generosidade na ocupação dos espaços

Localizado na saída do metrô Vergueiro, esse prédio é simplesmente incrível! É um edifício ao mesmo tempo passagem e ponto de encontro, com sua arquitetura muito bem articulada com o entorno. Possui um conjunto de bibliotecas, salas para apresentações de teatro e música, um espaço central onde os jovens dançam lindos, sem falar do delicioso jardim na cobertura. Com projeto exemplar dos arquitetos Eurico Prado Lopes e Luis Telles, de  1979, o Centro Cultural Vergueiro (como é conhecido) é pedida certeira para aproveitar o dia.

4. IMS – Instituto Moreira Salles

Instituto Moreira Salles coroando o final da Avenida Paulista
Reprodução/O Globo

Instituto Moreira Salles coroando o final da Avenida Paulista

Mais um belo e importante espaço cultural inaugurado esse ano, o IMS coroa o final da Avenida Paulista. Projeto do escritório Andrade Morettin, tem entrada generosa configurada pela extensão da calçada, que direciona o pedestre ao acesso ao Museu. O ápice é a “praça” deslocada ao 4º pavimento do edifício, que conforma a área de convivência com direito a uma vista revigorante para a Av. Paulista. Salas de exposição incríveis, cinema, café e biblioteca são alguns dos atrativos do espaço, sem falar do projeto de arquitetura que é imperdível!

 Leia também: Aposte em paredes coloridas para mudar o visual e o astral da sua casa

5. Catavento Cultural

Espaço interativo para as crianças, no Catavento Cultural, no Parque Dom Pedro II
Reprodução/Catraca Livre

Espaço interativo para as crianças, no Catavento Cultural, no Parque Dom Pedro II

Esse espaço interativo é o paraíso para a criançada. O Museu do Catavento, inaugurado em 2009, tem uma proposta muito legal e única, onde o público pode tocar nas obras do acervo, aprender participando diretamente. Tem coisa melhor? Instalado no Palácio das Indústrias, então construído em 1924, tem projeto original do arquiteto Domiziano Rossi, do escritório Ramos de Azevedo. Localizado no Parque Dom Pedro II, tem um espaço externo onde objetos e obras estão expostos, potencializando a interatividade e a aprendizagem de forma divertida.

Fonte: Delas – iG @ http://delas.ig.com.br/colunas/arquitetura-design/2017-11-01/curtir-feriado-passeio-arquitetura.html

 

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: