Gastronomia Juarez Donizete

Como você pode se identificar com um vinho e chama-lo de “Seu”?

Gilson Azevedo
Escrito por: Gilson Azevedo
Já pensou em escolher um único vinho para você tomar em toda sua vida?

Por Juarez Donizete – No vasto universo de vinhos, muitas pessoas tem dificuldade de se identificar com uma uva, um rótulo, país, região ou produtor.

Algum até mesmo por falta de oportunidade cria-se para si certo preconceito quanto à cor do vinho, se é Branco, Tinto, Laranja (Âmbar) ou Rosé.

Vinho desde que seja proveniente de uvas viníferas deve ser apreciado sem preconceito e sem regras.

Dentre os milhões de rótulos espalhados pelo Brasil, sendo do Novo Mundo ou do Velho Mundo, deixo minha dica.

Para termos concluirmos que apenas gostamos de determinado Vinho daquela uva, daquele País é necessário ter um vasto conhecimento sobre todos milhões de rótulos disponíveis no mercado, degustá-los e avalia-los.

Assim diz um Amante de vinho “Só vou saber tudo sobre vinhos quando eu morrer”?

Os Amantes de vinhos não são pessoas preconceituosas, no mundo todo se elabora vinhos maravilhosos para que possamos aprecia-los e ser beneficiados.

Em cada garrafa de vinho vazia se encontra uma grande história.

Não podemos nos precipitar na escolha, por que o vinho de nossa preferência poderá ser o próximo.

Não há necessidade de nos apegar aos vinhos das uvas conhecidas como Cabernet Sauvignon, Malbec, Pinot Noir, o mundo evoluiu e nós temos de evoluir também, iremos experimentar variedades de uvas diferentes como Pinotage, Cinsault, Gewürztraminer , Primitivo(Zinfandel),Riesling ,etc.

Os vinhos são elaborados de uva viníferas e cada variedade de uva dá características diferentes em vinhos.

O tempo traz a resposta pra tudo até pra escolher um bom vinho.

Muitas pessoas ainda têm dúvidas se o vinho  “Quanto mais velho melhor”?

Pois bem, existem alguns vinhos, posso dizer em torno de 2% da quantidade mundial de vinhos, que se dá o luxo de melhorar com o tempo de guarda.

 Qual a sua vantagem em ficar guardados por tanto tempo?

É vinho de poucas garrafas de região que possui a arte milenar e a tradição de que apenas aquela determinada uva produz o vinho que precisa de tempo para evoluir para melhor.

Sem dúvidas estes vinhos são muitos bons, pois ficam mais concentrados, macios, seus taninos e acidez se amenizam e assim se tornam mais agradáveis em função disso possuem auto custo.

Mas o que dizer de outros vinhos e estilos de vinhos?

Vinhos desde a antiguidade já se tomava jovem, assim se apreciava o que a característica da uva tinha a passar para o vinho.

vinhooo

O vinho quando é jovem pode ser guardado por um período, que chamamos de tempo para o amadurecimento e isto pode levar de um a cinco anos, desde que esteja bem armazenado longe de fontes de calor, trepidações e raios de sol.

Os vinhos jovens quando fica na adega climatizada o seu amadurecimento é mais lento do que vinhos que ficam em uma temperatura ambiente.

Hoje muitos Vinhos são elaborados para se apreciar o quando mais jovens melhor, sem a necessidade de envelhecer.

Os vinhos jovens são encantadores, com a elegância e aromas e acidez gastronômicas.

Os vinhos são elaborados da uva viníferas e cada variedade de uva dá características diferentes em vinhos.

Em nossos dias o vinho bom é aquele que você gosta e pode comprar.

Vinho pede comida assim se forma uma harmonização que chamamos de Enogastronomia.

E o mais legal disso é que  não precisamos esperar o inverno pra tomar vinhos, vinhos pode ser apreciado o ano todo .

Sendo assim, não podemos ter preconceito quanto ao País, região, uvas e temos de degustar todo estilo de vinhos e assim à medida que você vai apreciando conseguirá definir e assim chamar aquele vinho “de Seu´´.

Gostou!

Então comente e se tiver mais dúvidas entre em contato conosco.

Vida longa ao Rei!

Imagem: Reprodução

Sobre o autor

Gilson Azevedo

Gilson Azevedo

Jornalista - MTB 0081 948/SP.
Simplesmente apaixonado por boteco.
Contato: [email protected]

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: