Z1 Cidades

Campinas: Suspeitos de roubos em 3 bairros são reconhecidos

Redação
Escrito por: Redação
Policiais do 10º Distrito Policial (DP), no Jardim Proença, em Campinas, identificaram dois homens suspeitos de cometerem roubos e furtos a veículos nas regiões do Jardim Proença, Cambuí e Taquaral. Luís Francisco Morelli Júnior, de 37 anos, e Luís Cláudio Custódio, 41 anos, foram identificados a partir de imagens registradas pelo sistema de segurança de prédios localizados na Rua Uruguaiana, onde há um mês uma servidora pública estadual de 46 anos foi alvo dos criminosos.
Os dois estão presos por roubo desde o dia 13 do mês passado, após cometerem uma sequência de assaltos no Jardim Novo Cambuí. Quarta-feira de manhã, policiais civis cumpriram mandados de busca e apreensão na casa deles para ver se localizavam objetos roubados e a arma usada no crime, mas nada foi achado. Eles também tiveram prisão temporária decretada, já que foram reconhecidos pelas vítimas. Nas imagens divulgadas pela Polícia Civil, os suspeitos atacaram a funcionária pública quando ela parou com seu veículo em frente ao prédio onde mora um sobrinho.
Ela estava acompanhada do marido, um publicitário. Morelli e Custódio chegaram a pé, sendo que Custódio estava com uma arma na mão direita. A ação durou segundos e a dupla fugiu com o carro, onde estavam, além de uma bolsa, dois quadros de autoria da servidora pública.
O veículo foi achado no dia seguinte, no Jardim Alto da Barra, em poder de dois homens que não foram reconhecidos pelas vítimas, mas acabaram presos por receptação. Morelli e Custódio foram presos por policiais militares oito dias depois, após uma sequência de roubos na Rua José Carlos Laselva, no Cambuí, onde roubaram dois veículos e assaltaram um pedestre.
Os suspeitos estão presos no Centro de Detenção Provisório (CDP) do Complexo Campinas/Hortolândia e ontem, após autorização judicial, foram levados para a delegacia para a formalização do cumprimento da prisão temporária e também do reconhecimento pessoal por parte das vítimas. “Observamos que eles usaram a mesma forma de atuação nas ocorrências.
Apesar de presos, estamos investigando se eles estão envolvidos em outros roubos registrados na região”, disse o chefe de investigação, Marcelo Hayashi, frisando que os roubos de veículos na região do Jardim Proença têm apresentado um certo aumento nos últimos meses. “Os roubos já são investigados pela equipe do
10º DP e acreditamos que os outros autores serão identificados e presos nos próximos dias.” Hayashi acredita que a dupla não faça parte de alguma quadrilha e se trate de “criminosos oportunistas”.
Os suspeitos tinham saído recentemente da prisão e moram nos bairros Boa Esperança e Jardim Moreira. Em depoimento, alegaram que a arma usada nos crimes estava sem munição e apenas queriam dinheiro. Eles teriam “pedido”, o veículo para a vítima, mas não o roubaram.
Imagem: Reprodução / César Rodrigues/AAN
Com informações do Correio Popular

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: