Z1 Cidades

Campinas: Morre o coordenador do SAMU José Roberto Hansen

Redação
Escrito por: Redação

Médico estava internado e morreu por complicações respiratórias. Hansen ajudou a fundar em Campinas o primeiro Samu do país, que teve início de atividades em 1995 e foi inaugurado oficialmente em 1996.

Morreu na manhã desta quarta feira o médico José Roberto Sampataro Hansen, de 54 anos, coordenador do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) de Campinas. O médico estava hospitalizado desde o dia 1º de novembro e morreu em decorrência de problemas respiratórios.
O velório está acontecendo na Câmara Municipal de Campinas com visitação do publico até a meia-noite, quando será fechado. O espaço será reaberto às 7h da quarta-feira (15) até as 8h30, horário do seu sepultamento no Cemitério da Saudade.
Segundo a Prefeitura, Hansen era médico emergencista e cirurgião plástico e estava na Prefeitura desde 1995. Ele ajudou a fundar em Campinas o primeiro Samu do País, que teve início de atividades no mesmo ano e foi inaugurado oficialmente em 1996. “Hansen era médico de plantão e se tornou coordenador do atendimento. Ele foi o responsável por dar corpo e estrutura ao SAMU. Ele cuidava da cidade 24hs por dia com paixão e sempre dizia: temos certeza que fizemos a coisa certa, quando esgotamos todos os recursos”, explicou a responsável pela comunicação do serviço, Fátima Solange de Freitas.“Não existe SAMU sem Hansen e Hansen sem SAMU”, completou.
Ainda de acordo com ela, o médico foi um dos responsáveis pela integração do serviço com os outros órgãos de atendimento da cidade como Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Polícia Militar. “O doutor foi responsável ainda por trazer com exclusividade para Campinas, uma medicação chamada Metalyse, que tira o paciente do infarto e reduz as sequelas. Essa decisão não só permitiu o aumento da qualidade de vida das pessoas atendidas, como a diminuição de mortes”, explicou Fátima. Ainda segundo ela, recentemente por iniciativa de Hansen, foi lançado em Campinas o Tecla SAMU, alternativa digital que oferece acessibilidade à surdos no atendimento do serviço. “Todas essas medidas comprovam o quanto ele era apaixonado pelo que fazia e a preocupação que tinha em salvar vidas”, finalizou.
Imagem: Reprodução / Prefeitura Municipal de Campinas
Com informações do Correio Popular

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: