Boteco Bom

Bar do Paulo: 38 anos de tradição etílica

Gilson Azevedo
Escrito por: Gilson Azevedo

Numa tarde de uma segundona qualquer, entediado do trabalho, desço a Tamandaré, com a ‘goela’ seca pedindo uma cerveja bem gelada. Então, amigo, botequeiro,  vejo uma calçada repleta de gente. No meu delírio etílico, achei que fosse miragem! Nada. Naquela tarde ensolarada, me deparei com o bar do Paulo: genuíno boteco bom. Não perdi tempo; sentei e pedi a loira gelada, e ela veio do jeito que todo botequeiro, ama: abaixo de zero.  Moço, logo emendei uma ‘prosa’ com o Paulo pai, daí  apareceu o Paulo filho, de imediato entendi, que Paulos não faltam no lugar: hábito de família, tradição! Ambos são pura simpatia, gente fácil de fazer amizade e para se sentir em casa é só chegar…. companheiro de copo, fui para o ataque e dá-lhe biritas, acompanhadas de uma porção de empadinhas fritas ( Paixão da clientela).Fiquei doido, pisei na jaca, chutei o balde – puro delírio da gula. Pequei!

Não posso deixar de lado o famoso pastel e a porção de torresmo, simplesmente divinos, que você pode abusar, tomando litros de cervas trincando, aliás de vários rótulos.  Amigo, botequeiro, lá tem o é Zé: o garçom mais gente boa, que conheço por essas bandas… acabou a ‘marvada’ é só dizer – o Zé, me traz uma cerva bem gelada! E lá vem ele, com aquela que matou o guarda – Copo vazio dá azar, acredite nisso!

O ambiente é descontraído, preço camarada, atrai pessoas de todas as faixas etárias, é o lugar certo para jogar conversa fora, nas mesas da calçada, no disputado balcão ou na mesa de bilhar. Então, está esperando o que para cair na vida num dos bares mais tradicionais de Indaiatuba?

Telefone (19) 3875-6768. Aberto de segunda á sexta das 8h á meia noite, sábados das 8h á 21h. Aceita cartões

Sobre o autor

Gilson Azevedo

Gilson Azevedo

Simplesmente apaixonado por boteco.
Contato: [email protected]

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: