Indaiatuba

13º Salário dos servidores públicos: como está o cronograma para o pagamento na RMC

Redação
Escrito por: Redação

Campinas (SP), Americana (SP) e Santa Bárbara d’Oeste (SP) têm cronogramas indefinidos para pagamento do 13º salário aos servidores, a três semanas para fim do prazo da primeira parcela. A cidade mais populosa da região parcela os vencimentos mensais desde junho, enquanto Americana atrasou o acerto do benefício trabalhista nos últimos três anos. Já a terceira cidade também enfrenta reflexos da crise econômica e ainda estuda como irá remunerar os funcionários.

De acordo com a Secretaria de Finanças em Campinas, o 13º salário dos servidores é uma prioridade. “A administração municipal está estudando como os pagamentos serão feitos”, diz nota.

Em setembro, o titular da pasta, Tarcísio Cintra, afirmou ao G1 que a expectativa é “não empurrar para 2018”, e admitiu que as remunerações mensais devem continuar parceladas até dezembro deste ano: 75% na primeira etapa, limitada a R$ 5,4 mil líquido, e 25% restantes na segunda data.

O coordenador do sindicato da categoria (STMC), Jadirson Tadeu Cohen, faz um alerta ao ressaltar que a garantia do benefício foi um dos temas tratados na campanha salarial. À época, os servidores permaneceram em greve por dez dias, antes de fechar um acordo com o Executivo que definiu reajuste de 3,26% dividido em três parcelas a serem quitadas em janeiro de 2018, janeiro de 2019 e janeiro de 2020; e mesmo percentual (parcela única) no auxílio-alimentação e vale nutricional.

“Quero acreditar que não vamos ter dor de cabeça. Já estamos cheios de notícias ruins.”

A Prefeitura destacou ainda que 10 mil dos 17 mil funcionários ativos já receberam a primeira parcela do 13º nas férias. A folha mensal do município é de R$ 106 milhões e, segundo o governo, ainda faltam ser repassados aos trabalhadores R$ 51,8 milhões – relativos ao benefício total.

Servidores de Campinas durante período de greve (Foto: Fernando Evans/G1)

Servidores de Campinas durante período de greve (Foto: Fernando Evans/G1)

Análises

Em Americana, a Prefeitura garante que a previsão é de “realizar os pagamentos no tempo definido”, mas o cronograma e a forma de pagamento são incertos. “A Secretaria da Fazenda ainda está em fase de levantamento de valores”, diz nota do Executivo sobre a previsão de gastos.

A crise financeira resultou em atrasos nos pagamentos de 2014 e 2016 e foi um dos fatores que motivou as greves deflagradas pela categoriaantes de acertos com a administração municipal. Diante da queda na arrecadação, o governo chegou a decretar estado de calamidade financeira.

Servidores municipais de Americana durante passeata em 2016 (Foto: Reprodução / EPTV)

Servidores municipais de Americana durante passeata em 2016 (Foto: Reprodução / EPTV)

Já em Santa Bárbara d’Oeste, o Executivo ainda avalia como quitar o benefício para os 4,2 mil trabalhadores. A folha está estimada em aproximadamente R$ 13,5 milhões, sem encargos.

Ao todo, foram questionadas pelo G1 as administrações das dez cidades mais populosas da região, entre elas, Hortolândia, Indaiatuba, Limeira, Mogi Guaçu, Sumaré e Valinhos. A assessoria da Prefeitura de Piracicaba, contudo, não se manifestou sobre o assunto até esta publicação.

Em regra, a primeira parcela deve ser paga até 30 de novembro, e a segunda até 20 de dezembro.

Confira abaixo como os benefícios serão repassados nos outros municípios:

Hortolândia

De acordo com a Prefeitura, a primeira parcela será paga em 20 de novembro, e a segunda será feita dentro do prazo. A despesa total, considerando-se os 4,9 mil servidores, chega a R$ 18 milhões.

Indaiatuba

O Executivo informou que a primeira parcela do 13º, de R$ 5,4 milhões, foi paga em 19 de outubro; e a segunda será depositada até 23 de novembro. Ao todo, há 5 mil servidores ativos no governo.

“O montante total somente poderá ser calculado após o pagamento da segunda parcela, pois existem variantes como a média de hora extra, adicional noturno, plantão médico”, diz nota.

Limeira

Segundo o governo, a primeira parcela será paga no dia 17 de novembro, e a segunda será quitada até 20 de dezembro. A cidade tem 6,8 mil servidores e prevê gastar R$ 23,8 milhões com benefício.

Mogi Guaçu

A administração diz que os prazos serão cumpridos e a despesa total com o 13º salário corresponde a R$ 12 milhões para 3,3 mil funcionários. Deste total, diz a assessoria, já foram pagos R$ 600 mil.

Sumaré

De acordo com a Prefeitura, os servidores têm opção de solicitar a antecipação de metade do 13º salário no mês de aniversário e a segunda parcela será paga em dezembro. Ao todo, 5 mil integram o quadro de profissionais e a folha mensal gira em torno de R$ 15 milhões, informou a assessoria.

Valinhos

A administração informou que a primeira parcela será paga no dia 17, e a segunda será até 20 de dezembro. Ao todo, serão desembolsados quase R$ 15 milhões para pagar 2,8 mil funcionários. Com informações do G1

Imagem de capa:Reprodução

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: